IGARAPÉS IMPACTADOS PELA AÇÃO ANTRÓPICA NO MUNICÍPIO DE URUARÁ, PARÁ

Autores

  • Paulo Matheus Silva
  • Maristela Silva

Palavras-chave:

Agricultura familiar, Poluição, Recursos hídricos

Resumo

Uruará é um dos principais municípios do Pará que surgiu após a abertura da Transamazônica, entretanto, o crescimento desordenado, atividade pecuária e a implantação de serrarias causaram a fragmentação de Áreas de Preservação Permanente (APP’s) e degradação acelerada nas nascentes e igarapés do município. O objetivo desse estudo foi caracterizar o estado de conservação das Área de Preservação Permanente (APP,s) e analisar a qualidade da água de três igarapés próximos ao perímetro urbano de do município de Uruará no Estado do Pará. Foram selecionados três igarapés, em cada um foi definido três pontos de coleta de água, sendo avaliados na água os parâmetros físicos (condutividade elétrica, sólidos totais dissolvidos), químicos (oxigênio dissolvido, pH) e biológicos (coliformes fecais e totais). Entre os principais fatores que influenciam as mudanças ambientais dos igarapés foi à implantação de pastagens nas Áreas de Preservação Permanente (APP’s), e a poluição causada pela presença de serrarias no município em áreas próximas ao leito dos igarapés, que resultou na baixa qualidade da água dos igarapés estudados. Os resultados das análises dos parâmetros limnológicos físicos (condutividade elétrica, sólidos totais dissolvidos), e químicos (oxigênio dissolvido, pH), identificados nos igarapés 2 e 3 estavam acima do previsto na resolução CONAMA Nº 357 de 2005, indicando um maior nível de poluição. Entretanto, o igarapé 1 se destacou, pois, obteve valores dentro dos níveis aceitáveis, indicando melhor qualidade da água.

Downloads

Publicado

2020-03-30

Como Citar

Silva, P. M. ., & Silva, M. . (2020). IGARAPÉS IMPACTADOS PELA AÇÃO ANTRÓPICA NO MUNICÍPIO DE URUARÁ, PARÁ. ENCICLOPEDIA BIOSFERA, 17(31). Recuperado de https://conhecer.org.br/ojs/index.php/biosfera/article/view/81