TAXA GERMINATIVA DE SEMENTES DE REPOLHO (Brassica oleracea var. capitata) COM USO DE SUBTRATO CONTENDO VERMICULITA

Autores

  • José Luiz Pimenta
  • Lucas Araújo
  • Alexandra Basílio
  • Jaqueline Moreira
  • Laercio Paula

Palavras-chave:

desenvolvimento da plântula, germinação, olericultura

Resumo

Objetivou-se avaliar a taxa germinativa de sementes comerciais de Repolho (Brassica oleracea var. capitata) em substrato contendo ou não vermiculita, assim como avaliar seu desenvolvimento em fase inicial pós germinação até o estádio fenológico II. Foram semeadas 100 sementes em substrato comum e 90 sementes em substrato contendo vermiculita. Após a adição do substrato na bandeja, foi garantida a alocação do mesmo de forma adequada na bandeja, preenchendo os espaços vazios. A taxa germinativa na primeira semana de observação foi 83% para o tratamento com substrato comum e 80% para o tratamento com substrato contendo vermiculita, porém na segunda semana de observação esses valores cresceram para 86% e 82%, respectivamente. O ato de deixar a invólucro da embalagem das sementes aberto e a validade comercial ter sido expirada, não afetou a germinação das sementes de modo geral. Foi verificada diferença significativa (p<0,05) para o tamanho médio das plântulas em estádio fenológico II, número médio de folhas verdadeira (NMF), Comprimento médio da folha (CMF), Largura média da folha (LMF), Comprimento médio do caule (CMC) e Comprimento médio da raiz (CMR). A taxa germinativa das sementes de repolho (Brassica oleracea var. capitata) não foi afetada com uso de diferentes substratos e pela qualidade da semente. O uso de substrato com vermiculita possibilitou um maior crescimento de plântula até o estádio fenológico II. 

Downloads

Publicado

2022-12-14

Como Citar

Pimenta, J. L. ., Araújo, L. ., Basílio, A. ., Moreira, J. ., & Paula, L. . (2022). TAXA GERMINATIVA DE SEMENTES DE REPOLHO (Brassica oleracea var. capitata) COM USO DE SUBTRATO CONTENDO VERMICULITA. ENCICLOPEDIA BIOSFERA, 19(42). Recuperado de https://conhecer.org.br/ojs/index.php/biosfera/article/view/5573