O TELETRABALHO NO SERVIÇO PÚBLICO: ESTUDO DE CASO NA SUPERINTENDÊNCIA DA ZONA FRANCA DE MANAUS

Autores

  • Paulo Augusto Andrade
  • Marcelo Souza

Palavras-chave:

Produtividade, Suframa, Teletrabalho

Resumo

O Teletrabalho é uma forma de trabalhar, na qual o trabalhador executa as suas atividades fora das instalações físicas do empregador utilizando tecnologias de informação e comunicação. Objetivando o aumento de produtividade na avaliação de projetos de pesquisa, desenvolvimento e inovação (PD&I), na Superintendência da Zona Franca de Manaus (Suframa), o teletrabalho, dentro de uma iniciativa do governo federal que mensura as atividades dos colaboradores, foi instituído por autorização oficial para uma experiência piloto. Durante o processo de desenvolvimento do programa, mediu-se a produtividade antes do início e após o ciclo trimestral de operacionalização do teletrabalho, levando em consideração o número de projetos de PD&I avaliados, o tempo para se fazer uma avaliação de projeto e a quantidade de projetos presentes no passivo analítico da instituição. Com isso, o intuito desta pesquisa foi estudar o impacto do Teletrabalho nas avaliações de projetos de PD&I na Suframa. Nesta quantificação se utilizou modelos matemáticos algébricos que mediram a produtividade antes e após a experiência, calculando o número de projetos avaliados e o tempo despendido para avaliá-los. Os resultados mostraram que o Teletrabalho, além de promover aumento da produtividade na avaliação documental pelos colaboradores envolvidos no programa, promoveu também uma redução do passivo analítico dos projetos em avaliação na Suframa. 

Downloads

Publicado

2022-12-14

Como Citar

Andrade, P. A. ., & Souza, M. (2022). O TELETRABALHO NO SERVIÇO PÚBLICO: ESTUDO DE CASO NA SUPERINTENDÊNCIA DA ZONA FRANCA DE MANAUS. ENCICLOPEDIA BIOSFERA, 19(42). Recuperado de https://conhecer.org.br/ojs/index.php/biosfera/article/view/5567

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)