CRESCIMENTO INICIAL DE MUDAS DE CACAUEIRO FERTILIZADO COM DOSES DE ESTERCO BOVINO

Autores

  • Gerson N'Dafá
  • Ciro Pinto
  • Olienaide Pinto
  • Luís Gustavo Silva

Palavras-chave:

Alometria vegetal, Fertilização orgânica, Theobroma cacao L.

Resumo

As plantas de cacau produzem amêndoas com múltiplos usos na indústria alimentícia e farmacêutica, além disso, as cascas dos frutos podem ser utilizadas para preparo de compostos orgânicos empregados na produção de hortaliças, fruteiras e essências florestais. Assim, o objetivo do trabalho foi estudar o crescimento de mudas de cacau submetidas a diferentes doses de esterco bovino e verificar quais modelos de regressão se ajustam as variáveis estudadas. O experimento foi conduzido na Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira (UNILAB) no Campus das Auroras na Unidade da Produção de Mudas (UPMA). Os tratamentos estudados foram T1: 0 (sem esterco bovino), T2: 20g de esterco bovino, T3: 40 g de esterco bovino, T4: 60 g de esterco bovino e T5: 80g de esterco bovino. O delineamento estatístico utilizado no experimento foi o inteiramente casualizado com cinco tratamentos e 4 repetições, sendo que cada repetição foi composta por três sacos de mudas, totalizando sessenta unidades experimentais. As variáveis estudadas foram à altura da planta (Alt em cm), o diâmetro do caule (DC em mm), o comprimento da folha (CF em cm), a largura da folha (LF em cm), a quantidade das folhas, o comprimento de raiz (CR em cm), a matéria seca da parte aérea (MSPA em g), a matéria seca do caule (MSC em g), a matéria seca de folha (MSF em g), a matéria seca de raiz (MSR em g), a matéria seca total (MST em g) e a relação MSPA/MST. O número de folhas (NF) e o comprimento de raiz (CR) não apresentaram ajuste a nenhum modelo de regressão. O comprimento da folha (CF) e a matéria seca total (MST) tiveram ajuste a regressão linear. A única variável que teve ajustamento a regressão quadrática, foi a altura de plantas. A largura da folha (LF) foi representada pelo de modelo de regressão logístico. O modelo de regressão Mitscherlich foi estimado para diâmetro do caule (DC) e matéria seca de caule (MSC). Para matéria seca de raiz (MSR) foi estimada a regressão exponencial. A regressão raiz quadrada foi estimada para matéria seca de folha (MSF), matéria da parte aérea (MSPA) e relação entre matéria seca da raiz e parte aérea (MSR/ MSPA). Portanto, os coeficientes de determinação das variáveis respostas analisadas em que se estimou os modelos de regressão variam de 78,06% a 99,99%.

Downloads

Publicado

2022-12-14

Como Citar

N’Dafá, G. ., Pinto, C. ., Pinto, O. ., & Silva, . L. G. . (2022). CRESCIMENTO INICIAL DE MUDAS DE CACAUEIRO FERTILIZADO COM DOSES DE ESTERCO BOVINO. ENCICLOPEDIA BIOSFERA, 19(42). Recuperado de https://conhecer.org.br/ojs/index.php/biosfera/article/view/5560

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

1 2 > >>