A AÇÃO ANTIMICROBIANA E IMUNOMODULADORADOS ANESTÉSICOS LOCAIS

Autores

  • Beatriz Araújo
  • Lucas Costa
  • Marcos Paulo Lima

Palavras-chave:

Infecção, Microrganismos, Resistência

Resumo

Além do bloqueio da condução nervosa, os anestésicos locais também possuem propriedades antimicrobianas e imunomoduladoras. Nessa revisão de literatura foram demonstrados experimentos, in vitro e in vivo, que constataram atividades bacteriostática, bactericida, fungistática e fungicida. A eficácia contra microrganismos resistentes já foi observada, bem como efeito sinérgico a antibióticos, o que torna os anestésicos locais interessantes em situações de resistência microbiana. Aparentemente, a ação sobre os vírus ocorre de forma indireta, através de mecanismos anti-inflamatórios capazes de reduzir os efeitos virais. Apesar disso, a atividade imunomoduladora sobre citocinas e células do sistema imune demonstra ser importante mesmo em quadros não infecciosos. Portanto, os anestésicos locais se mostram uma possibilidade de suporte terapêutico em situações infecciosas e inflamatórias.

Downloads

Publicado

2022-12-14

Como Citar

Araújo, B. ., Costa, L. ., & Lima, M. P. . (2022). A AÇÃO ANTIMICROBIANA E IMUNOMODULADORADOS ANESTÉSICOS LOCAIS. ENCICLOPEDIA BIOSFERA, 19(42), 1-22. Recuperado de https://conhecer.org.br/ojs/index.php/biosfera/article/view/5546