ESTUDO DA FORMAÇÃO DE BIOFILME POR RIZOBACTÉRIAS ISOLADAS DE NÓDULOS DE RAÍZES DE ARROZ DE SEQUEIRO (Oryza sativa) CULTIVADO NO CERRADO GOIANO

Autores

  • Maurício Oliveira
  • Valdirene Monteiro
  • Cláudia Cristina Didonet
  • Plínio Naves

Palavras-chave:

biofilme, biomassa, meios de cultura, viabilidade celular

Resumo

A formação de biofilme microbiano tem um papel fundamental nas relações entre plantas e bactérias, principalmente na rizosfera. Este trabalho avaliou o desempenho de três meios de cultura distintos (RDM - Rhizobium defined medium, YM - yeast manitol e CB - caldo batata) na formação de biofilme por 15 rizobactérias isoladas de nódulos das raízes de arroz de sequeiro (Oryza sativa) cultivado no Cerrado goiano. Todas as rizobactérias foram capazes de formar biofilmes nos meios de cultura testados. Os índices de formação de biofilme (IFB) mais altos foram detectados para a rizobactéria R134 (37,18±1,79) no meio YM e para R58 nos meios RDM (33,21±0,44) e YM (33,77±1,11). Os IFB mais baixos foram detectados em CB para BR322 (3,44±1,14) e R5 (6,10±0,56). As rizobactérias com a maior porcentagem de leitura da viabilidade das células associadas aos biofilmes foram R82 (77,41±0,79) em RDM, BR522 (76,85±0,59) no CB, R127 (75,07±0,50) em meio YM e R31 (74,74±1,09) em CB e as menores leituras foram para R132 e R125a em todos os meios e para R59 em cb. Na análise entre os meios CB e YM, constatou-se que diferenças significativas para os parâmetros de biomassa total (BMT) (P = 0,0125) e crescimento celular (P = 0,0001), sendo o meio CB mais efetivo nestas duas avaliações. O meio YM proporcionou o desenvolvimento de biofilmes bacterianos com altos índices de células viáveis e de matriz polimérica extracelular.

Downloads

Publicado

2021-12-22

Como Citar

Oliveira, M. ., Monteiro, V. ., Didonet, C. C. ., & Naves, P. . (2021). ESTUDO DA FORMAÇÃO DE BIOFILME POR RIZOBACTÉRIAS ISOLADAS DE NÓDULOS DE RAÍZES DE ARROZ DE SEQUEIRO (Oryza sativa) CULTIVADO NO CERRADO GOIANO. ENCICLOPÉDIA BIOSFERA, 18(38). Recuperado de https://conhecer.org.br/ojs/index.php/biosfera/article/view/5381