CONDIÇÕES DE VIDA, TRABALHO E SAÚDE: UM ESTUDO DE CASO SOBRE MULHERES COLETORAS DE RECICLÁVEIS EM DUAS COOPERATIVAS DE MARINGÁ-PR

Autores

  • Brenda Correa
  • Caroline Challouts
  • Marcelo Bernuci
  • Tânia Silva

Palavras-chave:

mulheres coletoras, qualidade de vida, saúde, violência

Resumo

A presente pesquisa é de natureza exploratória-descritiva e abordagem qualitativa. Buscou-se conhecer as condições de vida e de trabalho de mulheres coletoras de materiais recicláveis de duas cooperativas de Maringá-PR. O objetivo foi perceber se elas enfrentam alguma situação de violência doméstica ou no trabalho; se entendem que o preconceito de gênero e classe são causadores de sofrimento psíquico e apreender nas narrativas as representações da violência. Foram realizadas 17 entrevistas semiestruturadas, compostas por perguntas norteadoras, na sede de duas cooperativas, em horário comercial, nos meses de maio a agosto de 2019. Os depoimentos foram transcritos na íntegra, interpretados na perspectiva da análise de conteúdo de Bardin. A sustentação teórica foram os estudos de gênero, notadamente numa interface com a saúde. Observou-se que as mulheres vivem imersas em uma cultura patriarcal que naturaliza a superioridade dos homens e, de certo modo, legitima a violência tanto no ambiente laboral quanto familiar.

Downloads

Publicado

2021-12-22

Como Citar

Correa, B. ., Challouts, C. ., Bernuci, M. ., & Silva, T. . (2021). CONDIÇÕES DE VIDA, TRABALHO E SAÚDE: UM ESTUDO DE CASO SOBRE MULHERES COLETORAS DE RECICLÁVEIS EM DUAS COOPERATIVAS DE MARINGÁ-PR. ENCICLOPÉDIA BIOSFERA, 18(38). Recuperado de https://conhecer.org.br/ojs/index.php/biosfera/article/view/5376

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

1 2 > >>