ALTERAÇÕES FISIOLÓGICAS INERENTES AO PROCESSAMENTO MÍNIMO DE MANDIOCA NO FORMATO PALITO

Autores

  • Mateus Junqueira
  • Luciano José Teixeira
  • Sergio Henriques Saraiva
  • Wilmer Edgard Peña
  • Salatir Rodrigues Júnior

Palavras-chave:

mandioca, processamento mínimo, alterações, conservação

Resumo

Objetivou-se avaliar, em duas cultivares de mandioca, o efeito do processamento
mínimo, no formato palito, sobre características fisiológicas, em duas cultivares, por
12 dias de conservação. Mandiocas das cultivares Cacau e Amarela, colhidas aos
12 e 14 meses, foram minimamente processadas no formato palito e mantidas em
sacos de polipropileno (PP), a 5 ± 1 °C, 90 ± 5 % UR. Foram realizadas análises
fisiológicas, caracterizadas pelo consumo de O2, produção de CO2 e produção de
etileno. Palitos de mandioca da cultivar Amarela exibiram maior produção de CO2 e
de etileno do que os da cultivar Cacau, além do maior consumo de O2. Houve
tendência de mandiocas colhidas aos 14 meses produzirem mais CO2 e etileno do
que aos 12 meses.

Downloads

Publicado

2010-03-30

Como Citar

Junqueira, M. ., Teixeira, L. J. ., Saraiva, S. H. ., Peña, W. E. ., & Rodrigues Júnior, S. . (2010). ALTERAÇÕES FISIOLÓGICAS INERENTES AO PROCESSAMENTO MÍNIMO DE MANDIOCA NO FORMATO PALITO. ENCICLOPÉDIA BIOSFERA, 6(09). Recuperado de https://conhecer.org.br/ojs/index.php/biosfera/article/view/4713

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

1 2 3 4 > >>