DIAGNÓSTICO DAS ÁREAS DE OCUPAÇÃO NAS MICROBACIAS DO CÓRREGO DA MATA E CÓRREGO SÃO FRANCISCO, CAMPO FLORIDO-MG, UTILIZANDO TECNOLOGIA SIG

Autores

  • Renato Valle Junior
  • Aérica Silva
  • Vera Lucia Abdala
  • Mariana Montes
  • Bruno Henrique Val

Palavras-chave:

Geoprocessamento, conflito de uso, mata ciliar

Resumo

Este trabalho objetivou diagnosticar o uso do solo, identificando as áreas potenciais
à degradação e conflito ambiental nas microbacias do Córrego da Mata e do
Córrego São Francisco, no município de Campo Florido, Minas Gerais, através do
Sistema de Informação Geográfico (SIG). Os diagnósticos foram elaborados através
da sobreposição de diversas informações espaciais da bacia hidrográfica e
armazenada na forma digital, permitindo a comparação das informações. Na região
de uso potencial do solo, predominante nas dezoito microbacias estudadas, foi a
agricultura 166,2 km2 (85,20%), confirmando a tendência da atividade agrícola, tais
dados demonstraram que da área total de 3269,7 ha (60,9%) predominam
agricultura e 115,2 ha (5,70%) utilizadas com pastagem e cultivos intensivos,
causando conflitos ambientais nessas áreas gerando possível degradação
ambiental, sendo que apenas 33,4% está sendo utilizado de acordo com a aptidão
do solo.

Downloads

Publicado

2011-05-31

Como Citar

Valle Junior, R. ., Silva, A. ., Abdala, V. L. ., Montes, M. ., & Val, B. H. (2011). DIAGNÓSTICO DAS ÁREAS DE OCUPAÇÃO NAS MICROBACIAS DO CÓRREGO DA MATA E CÓRREGO SÃO FRANCISCO, CAMPO FLORIDO-MG, UTILIZANDO TECNOLOGIA SIG. ENCICLOPÉDIA BIOSFERA, 7(12). Recuperado de https://conhecer.org.br/ojs/index.php/biosfera/article/view/4555

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)