PRODUÇÃO DE ESTILOSANTES CAMPO GRANDE INOCULADO COM FUNGOS MICORRÍZICOS ARBUSCULARES PARA FORMAÇÃO DE BANCO DE PROTEÍNA

Autores

  • Andréa Mello
  • Alessandro Silva
  • Eliade Santos

Palavras-chave:

Inovação tecnológica, Leguminosa, Alimentação animal

Resumo

A análise da produtividade de biomassa do Estilosantes Campo Grande no
município de Eldorado do Carajás, foi realizada devido a necessidade de se estudar
novas tecnologias para produção de banco de proteínas principalmente de
leguminosas, devido o crescimento da atividade pecuária no município. O trabalho
foi realizado nos meses de Janeiro a Junho de 2008, sendo constituído de um
ensaio experimental no Assentamento 17 de Abril onde foram testadas em cinco
repetições e dois tratamentos a cultivar Estilosantes Campo Grande inoculada com
Fungos Micorrízicos Arbusculares (FMAs) do Gênero Glomales. A produtividade
média dos tratamentos inoculados foi de 2.500 Kg/ha e as dos tratamentos não
inoculados de 2.300 Kg/ha, revelando um coeficiente de variação (CV%) de 59,48
%, teste F (0,05) não significativo. O Estilosantes Campo Grande teve uma baixa
produção de matéria verde, sendo necessária a realização de novos estudos para
atestar o bom desenvolvimento da cultura para ser empregada como banco de
proteína na região sudeste do Pará.

Downloads

Publicado

2010-12-30

Como Citar

Mello, A. ., Silva, A. ., & Santos, . E. . (2010). PRODUÇÃO DE ESTILOSANTES CAMPO GRANDE INOCULADO COM FUNGOS MICORRÍZICOS ARBUSCULARES PARA FORMAÇÃO DE BANCO DE PROTEÍNA. ENCICLOPÉDIA BIOSFERA, 6(11). Recuperado de https://conhecer.org.br/ojs/index.php/biosfera/article/view/4405

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

1 2 > >>