DIAGNÓSTICO DE ÁREAS DE PRESERVAÇÃO PERMANENTE NA MICROBACIA HIDROGRÁFICA RIBEIRÃO DAS PEDRAS, VERÍSSIMO-MG, UTILIZANDO SISTEMA DE INFORMAÇÃO GEOGRÁFICO

Autores

  • Raphael Almeida
  • Herval Ferreira Neto
  • Viviane Marques
  • Janaina Guidolini
  • Renato Valle Júnior

Palavras-chave:

reserva legal, geoprocessamento, uso da terra

Resumo

O presente trabalho teve como objetivo elaborar o mapa de uso e ocupação da terra
e cobertura vegetal da microbacia hidrográfica Ribeirão das Pedras, município de
Veríssimo-MG, com base nas imagens digitais obtidas do satélite CBERS 2, através
de delimitação automática das áreas de preservação permanente seguindo-se a
identificação de ocorrência de conflito de uso, tendo como referência legal o Código
Florestal Brasileiro (Lei nº. 4771/1965) e a resolução nº. 303/02, do Conselho
Nacional do Meio Ambiente. Este artigo analisa por meio de parâmetros
quantitativos e uso do Sistema de Informação Geográfica a manutenção de faixas de
preservação permanente de larguras recomendadas pela legislação ao longo dos
corpos d’água. Os resultados mostraram um déficit de áreas preservadas às
margens dos rios de 1,977 km², que não estão em conformidade com a legislação. A
agricultura ocupa indevidamente 38,67% da área da microbacia nas áreas de
preservação permanente às margens dos rios, enquanto a pastagem ocupa 41,07%.

Downloads

Publicado

2010-12-30

Como Citar

Almeida, R. ., Ferreira Neto, H. ., Marques, V. ., Guidolini, J. ., & Valle Júnior, R. (2010). DIAGNÓSTICO DE ÁREAS DE PRESERVAÇÃO PERMANENTE NA MICROBACIA HIDROGRÁFICA RIBEIRÃO DAS PEDRAS, VERÍSSIMO-MG, UTILIZANDO SISTEMA DE INFORMAÇÃO GEOGRÁFICO. ENCICLOPÉDIA BIOSFERA, 6(11). Recuperado de https://conhecer.org.br/ojs/index.php/biosfera/article/view/4344

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)