INVENTÁRIO QUALI-QUANTITATIVO DE ESPÉCIES ARBÓREAS E ARBUSTIVAS EM PRAÇAS DO BAIRRO FLORESTA NA CIDADE DE BELO HORIZONTE-MG

Autores

  • Aderbal Silva
  • Aderlan Silva

Palavras-chave:

Arborização urbana, praças, diagnóstico

Resumo

Este trabalho teve como objetivo realizar um inventário quali-quantitativo das
espécies de porte arbóreo e arbustivo presentes em duas praças do bairro Floresta
na cidade de Belo Horizonte-MG. As variáveis avaliadas foram: espécie, altura total,
diâmetro a altura do peito, fitossanidade e necessidade de poda. Foram identificados
120 indivíduos distribuídos em 48 espécies. O porte observado foi bastante variado,
incluindo de pequenas arvoretas de 2,5 m de altura até árvores de altura superior a
20 m. A diversidade de espécies foi considerada boa. As dez espécies de maior
freqüência representaram 53,0% da população, e a contribuição da espécie arbórea
mais expressiva foi de 11,7%, indicando uma boa distribuição dos indivíduos por
espécie. A fitossanidade das espécies se distribuiu da seguinte forma: 78,2% em
bom estado, 20,0% em estado regular e 1,7% em estado ruim, não sendo
encontrada nenhuma árvore morta. Quanto à necessidade de poda, 53,3% dos
indivíduos inventariados não apresentaram nenhuma necessidade de intervenção;
21,7% apresentaram a necessidade de realização de poda para levantamento da
copa; 13,3% poda de limpeza; 4,2% poda de formação; 0,8% necessidade de
desbrota. De modo geral a população inventariada apresentou uma boa diversidade
e uma moderada necessidade de intervenção de manejo, tanto em relação à
fitossanidade quanto à necessidade da realização de podas de adequação.

Downloads

Publicado

2012-06-30

Como Citar

Silva, A. ., & Silva, A. . (2012). INVENTÁRIO QUALI-QUANTITATIVO DE ESPÉCIES ARBÓREAS E ARBUSTIVAS EM PRAÇAS DO BAIRRO FLORESTA NA CIDADE DE BELO HORIZONTE-MG. ENCICLOPÉDIA BIOSFERA, 8(14). Recuperado de https://conhecer.org.br/ojs/index.php/biosfera/article/view/3952

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

1 2 > >>