DISTRIBUIÇÃO DIAMÉTRICA DE ESPÉCIES NATIVAS DO CERRADO DE UMA RESERVA LEGAL EM RECUPERAÇÃO

Autores

  • Jaqueline Silva
  • Jhonatan Willian Moreira
  • Sybelle Barreira

Palavras-chave:

Bioma Cerrado, diâmetro, recuperação

Resumo

O novo Código Florestal Brasileiro entrou em vigor em 25 de maio de 2012, nele, as espécies exóticas podem ser intercaladas com espécies nativas em até 50% da reserva, em sistema agroflorestal, sendo dado o direito a exploração econômica das mesmas. Porém, poucos são os estudos que mostram que esse sistema consorciado possui benefícios tanto econômicos quanto ambientais. Sendo assim, este trabalho objetivou avaliar o potencial de crescimento em diâmetro de nove espécies nativas do bioma cerrado (Dipteryx alata; Genipa americana; Caryocar brasiliense; Hymenaea courbaril; Aspidosperma polyneuron; Handroanthus impetiginosus; Enterolobium maximum; Sterculia foetida e Copaifera langsdorffii) consorciadas em diferentes locais com quatro espécies exóticas (Eucalyptus sp; Tectona grandis; Acacia mangium e Hevea brasiliensis) para fins de recuperação de área, avaliando os possíveis ganho dos diferentes sistemas.

Downloads

Publicado

2021-03-30

Como Citar

Silva, J. ., Moreira, J. W. ., & Barreira, S. . (2021). DISTRIBUIÇÃO DIAMÉTRICA DE ESPÉCIES NATIVAS DO CERRADO DE UMA RESERVA LEGAL EM RECUPERAÇÃO. ENCICLOPEDIA BIOSFERA, 18(35). Recuperado de https://conhecer.org.br/ojs/index.php/biosfera/article/view/3824

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

1 2 > >>