AVALIAÇÃO ERGONÔMICA DAS ATIVIDADES DE PRODUÇÃO DE MUDAS EM VIVEIRO FLORESTAL DE VITÓRIA DA CONQUISTA – BA

Autores

  • Cássio Maciel
  • Marcos Brasileiro
  • Luís Carlos Freitas

Palavras-chave:

viveiro florestal, ergonomia, saúde, riscos biomecânicos

Resumo

A ergonomia é ferramenta essencial para a melhoria da qualidade de vida de
trabalhadores das diversas áreas, aumentando a sua produtividade, conforto e
segurança, além de evitar problemas de saúde ocupacionais. Este trabalho teve
como objetivo avaliar, do ponto de vista ergonômico, os riscos biomecânicos e os
problemas relacionados à saúde dos trabalhadores que realizam as atividades de
produção de mudas clonais em um viveiro florestal de Vitória da Conquista (BA).
Foram determinados os riscos de distúrbios musculoesqueléticos dos membros
superiores através da avaliação simplificada do fator biomecânico relacionado ao
trabalho aplicando-se aos trabalhadores o checklist de Couto. Para aferir sobre as
condições de saúde dos trabalhadores foi utilizado o Censo de Ergonomia de Couto.
O checklist de Couto apresentou um risco biomecânico significativo para aos
trabalhadores. Os resultados da aplicação do Censo de Ergonomia identificaram que
60% dos trabalhadores sentem algum desconforto físico e 100% destes atribuem o
que sentem ao trabalho. Os riscos ergonômicos detectados por este estudo podem
ser contornados com medidas simples e pouco onerosas, como o estabelecimento
de pausas no trabalho, revezamento de tarefas e uso de EPIs adequados.

Downloads

Publicado

2012-11-30

Como Citar

Maciel, C. ., Brasileiro, M. ., & Freitas, L. C. (2012). AVALIAÇÃO ERGONÔMICA DAS ATIVIDADES DE PRODUÇÃO DE MUDAS EM VIVEIRO FLORESTAL DE VITÓRIA DA CONQUISTA – BA. ENCICLOPÉDIA BIOSFERA, 8(15). Recuperado de https://conhecer.org.br/ojs/index.php/biosfera/article/view/3801

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)