A RELEVÂNCIA DA EDUCAÇÃO AMBIENTAL NO PROCESSO DE GERENCIAMENTO DOS RESÍDUOS SÓLIDOS DECORRENTES DO TRATAMENTO DO CÂNCER

Autores

  • Sandra Silva
  • Ana Maria Lins
  • Rodrigo Santos

Palavras-chave:

Lixo hospitalar, Meio Ambiente, Quimioterápicos, Câncer

Resumo

Os resíduos sólidos urbanos constituem uma das grandes preocupações das
sociedades contemporâneas. A quantidade crescente de lixo, resultado de um
consumo exacerbado, geralmente tem manejo e destino inadequados, provocando
efeitos indesejáveis e muitas vezes irreversíveis do ponto de vista sanitário e
ambiental, além de representar desperdício de materiais. Sabe-se que existem
componentes com características de periculosidade no lixo urbano. Uma
preocupação crescente, quanto à modificação da composição do lixo está
relacionada com a opção por tratamento e/ou disposição final compatível com o
meio ambiente, considerando que muitos resíduos são eliminados sem que se levem
em conta suas propriedades químicas e físicas. A ausência de uma política
adequada de gestão dos resíduos sólidos por parte do poder público, atrelada ao
desconhecimento dos danos causados pela disposição inadequada do lixo faz com
que o lixo se torne um perigoso inimigo do meio ambiente e da saúde pública. Neste
trabalho será considerado o lixo hospitalar, em especial, o quimioterápico que é um
lixo perigoso e químico, o qual merece atenção pelos serviços de saúde, já que se
precisa de todo um treinamento de pessoal para seu manejo, tratamento, descarte e
disposição final diferenciado, pois, este pode causar danos drásticos para o
indivíduo e para o ambiente em geral.

Downloads

Publicado

2012-11-30

Como Citar

Silva, S. ., Lins, A. M. ., & Santos, R. . (2012). A RELEVÂNCIA DA EDUCAÇÃO AMBIENTAL NO PROCESSO DE GERENCIAMENTO DOS RESÍDUOS SÓLIDOS DECORRENTES DO TRATAMENTO DO CÂNCER . ENCICLOPÉDIA BIOSFERA, 8(15). Recuperado de https://conhecer.org.br/ojs/index.php/biosfera/article/view/3796

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

1 2 3 > >>