MODELAGEM FENOMENOLÓGICA E EM REGIME ESTACIONÁRIO DO PROCESSO DE RECUPERAÇÃO KRAFT

Autores

  • Marcos Vinicius Maitam
  • Esly Costa Junior
  • Andréa Costa

Palavras-chave:

ciclo de recuperação Kraft, modelagem matemática fenomenológica, relações funcionais

Resumo

O processo de obtenção de celulose mais empregado no mundo é o Kraft, sendo
que as principais etapas envolvidas são: produção dos cavacos; o cozimento dos
cavacos no digestor, com consequente produção do licor preto; processamento e
secagem da polpa. Uma das principais características desta rota produtiva é o
emprego do licor preto como combustível. Uma vez gerado, o licor preto é levado ao
ciclo de recuperação. Neste ciclo, a concentração do licor preto é aumentada
empregando-se evaporadores de múltiplo efeito. Posteriormente, este fluido é
queimado em caldeiras de recuperação e os sais gerados são tratados para que
possam voltar ao processo. Atualmente, o licor preto é amplamente empregado
como combustível nas plantas de obtenção de celulose. De acordo com dados
reportados pelos profissionais da área, sua contribuição para a matriz energética das
fábricas se encontra acima de 70%, podendo chegar a 100% nas plantas mais
modernas. O objetivo desse estudo é propor um modelo global, em regime
estacionário e fenomenológico, capaz de descrever o ciclo de recuperação Kraft.
Neste trabalho são considerados alguns dos principais equipamentos que compõem
o processo, bem como as mais importantes correntes mássicas envolvidas.

Downloads

Publicado

2012-11-30

Como Citar

Maitam, M. V. ., Costa Junior, E. ., & Costa, A. (2012). MODELAGEM FENOMENOLÓGICA E EM REGIME ESTACIONÁRIO DO PROCESSO DE RECUPERAÇÃO KRAFT . ENCICLOPÉDIA BIOSFERA, 8(15). Recuperado de https://conhecer.org.br/ojs/index.php/biosfera/article/view/3768

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

1 2 > >>