POTENCIAL ANTIPROLIFERATIVO DE EXTRATOS AQUOSOS DE Mentha pulegium L. PELO TESTE DE Allium cepa L.

Autores

  • Marília Tedesco
  • Andrielle Kuhn
  • Anderson Aguiar
  • Antonio Carlos Silva
  • Solange Tedesco

Palavras-chave:

Mentha pulegium, sistema teste vegetal, atividade antiproliferativa, planta medicinal

Resumo

Mentha pulegium, conhecida popularmente como poejinho, poejo-real e mentaselvagem é usada pela comunidade no combate à febre. Atua como digestivo,
expectorante e anti-espasmódico, sendo também utilizado no tratamento da
dispepsia flatulenta e cólica intestinal. O efeito antiproliferativo de infusões de poejo
sobre o ciclo celular de Allium cepa foi avaliado, utilizando-se ramos de uma
população dessa espécie. As infusões foram preparadas em três concentrações: 5,0
g/L (concentração usual como chá), 15g/L e 30 g/L, além de serem usados como
controles água destilada (negativo) e glifosato 3% (positivo). Utilizaram-se cinco
grupos de quatro bulbos de cebola, cada grupo correspondendo a um tratamento.
Os bulbos foram enraizados em água destilada e então transferidos para os
respectivos tratamentos onde permaneceram por 24 horas. As radículas foram
coletadas, fixadas em etanol-ácido acético (3:1) por 24 h e armazenadas em álcool
70%. Foram analisadas 2000 células por grupo de bulbos, e os índices mitóticos
calculados submetidos a análise estatística pelo teste χ2. Os resultados indicaram
que os extratos aquosos de poejo nas concentrações estudadas possuem ação
antiproliferativa sobre o ciclo celular de Allium cepa.

Downloads

Publicado

2012-11-30

Como Citar

Tedesco, M. ., Kuhn, A. ., Aguiar, A. ., Silva, A. C. ., & Tedesco, S. . (2012). POTENCIAL ANTIPROLIFERATIVO DE EXTRATOS AQUOSOS DE Mentha pulegium L. PELO TESTE DE Allium cepa L. ENCICLOPÉDIA BIOSFERA, 8(15). Recuperado de https://conhecer.org.br/ojs/index.php/biosfera/article/view/3757

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

1 2 > >>