ANIMAIS SILVESTRES RECEBIDOS PELO CENTRO DE TRIAGEM DO IBAMA NO PIAUÍ NO ANO DE 2011

Autores

  • Sandovaldo Moura
  • Fabiano Pessoa
  • Flávia Oliveira
  • Ana Helena Lustosa
  • Crhistyanne Soares

Palavras-chave:

Animais silvestres, Tráfico, Zoonose

Resumo

Objetivou-se estabelecer o perfil qualitativo e quantitativo da fauna silvestre recebida
pelo Cetas do Ibama-PI a partir da análise dos registros de entrada de animais no
período de janeiro a dezembro de 2011. Constatou-se o recebimento de 1.609
animais silvestres, sendo 1.342 (83,40%) aves, 190 (11,81%) répteis e 77 (4,79%)
mamíferos. Quanto ao número de espécies, observou-se um total de 108, sendo 82
de aves, 17 de mamíferos e 9 de répteis. As 10 espécies silvestres com maior
número de registros, em ordem decrescente, foram: Dendrocygna viduata (marreca),
Sporophila lineola (bigodinho), Chelonoidis carbonaria (jabuti), Paroaria dominicana
(cardeal-do-nordeste), Sicalis flaveola (canário-da-terra), Chrysomus ruficapillus
(casaca), Amazona aestiva (papagaio-verdadeiro), Dendrocygna autumnalis
(marreca-verdadeira), Sporophila nigricollis (papa-capim) e Amazona amazonica
(papagaio-do-mangue). As aves, tanto em número de indivíduos quanto de
espécies, foram a classe de animal silvestre mais recebida. No Piauí, o tráfico de
animais silvestres envolve uma grande diversidade de espécies e constitui-se em
fator de risco de extinção e de disseminação de inúmeros agentes zoonóticos no
Estado.

Downloads

Publicado

2012-11-30

Como Citar

Moura, S. ., Pessoa, F. ., Oliveira, F. ., Lustosa, A. H. ., & Soares, C. . (2012). ANIMAIS SILVESTRES RECEBIDOS PELO CENTRO DE TRIAGEM DO IBAMA NO PIAUÍ NO ANO DE 2011. ENCICLOPÉDIA BIOSFERA, 8(15). Recuperado de https://conhecer.org.br/ojs/index.php/biosfera/article/view/3741