PRODUÇÃO DE MUDAS DE MARACUJAZEIRO AMARELO EM DIFERENTES DOSES DE ADUBO DE LIBERAÇÃO CONTROLADA E DE SUPERFOSFATO SIMPLES

Autores

  • Adriano Souza
  • Gerles Ewald
  • Laercio Francisco Cattaneo
  • Edilson Schmildt

Palavras-chave:

Passiflora edulis f. flavicarpa Deg, mudas, adubação

Resumo

O trabalho foi conduzido em estufa agrícola no município de Sooretama, ES, com o
objetivo de estudar a produção de mudas de maracujazeiro amarelo em substrato
comercial, fertilizado com adubo de liberação controlada OSMOCOTE®
– NPK 19-6-
10, nas doses de 0,0; 3,0; 6,0; 9,0 e 12,0 kg.m-3 de substrato, combinado com 5
doses de superfosfato simples, 0,0; 2,0; 4,0; 6,0 e 8,0 kg.m-3 de substrato. O
delineamento experimental foi em blocos ao acaso, em esquema fatorial completo,
com 4 repetições. As avaliações foram feitas aos 40 dias após a semeadura, quando
as mudas estavam prontas para o plantio no campo. Foram avaliadas as seguintes
características: altura das mudas, diâmetro do caule, número de folhas,
comprimento das raízes, matéria seca da parte aérea e das raízes e matéria seca
total. As doses de adubo de liberação controlada (NPK 19-6-10) e de superfosfato
simples proporcionaram incrementos em todas as variáveis avaliadas, com exceção
do comprimento radicular. Para a matéria seca total, tida com como indicadora de
bom ‘pegamento’ da muda no campo, obteve-se maior valor quando as doses foram
de 11,58 kg m-3 do adubo de liberação controlada combinado com 8,0 kg m-3 de
superfosfato simples.

Downloads

Publicado

2012-11-30

Como Citar

Souza, A. ., Ewald, G. ., Cattaneo, L. F. ., & Schmildt, E. . (2012). PRODUÇÃO DE MUDAS DE MARACUJAZEIRO AMARELO EM DIFERENTES DOSES DE ADUBO DE LIBERAÇÃO CONTROLADA E DE SUPERFOSFATO SIMPLES. ENCICLOPÉDIA BIOSFERA, 8(15). Recuperado de https://conhecer.org.br/ojs/index.php/biosfera/article/view/3708