INDICADORES DE CONTAMINAÇÃO SUBSUPERFICIAL DE ÁGUAS NO BAIRRO AMAPÁ NO MUNICIPIO DE MARABÁ – PA

Autores

  • Jana Daisy Borgo
  • Daniel Pontoni

Palavras-chave:

Contaminação, Monitoramento Ambiental, Potabilidade

Resumo

A cidade de Marabá possui sistema de distribuição canalizada de água apenas para
a metade da população da área urbana, a necessidade por água leva a população a
escavar poços rasos e profundos em suas residências para sanar necessidades
diárias de uso da água. Apesar de localizar-se às margens do rio Itacaiúnas o bairro
Amapá é um dos bairros mais carentes em saneamento básico em Marabá. A falta
de saneamento pela ausência de esgotamento tratado pode contaminar os poços de
água. Com o objetivo de monitorar a qualidade da água de poços rasos particulares
de residências no Bairro Amapá localizado no Munícipio de Marabá – PA foram
coletadas amostras nos meses de março, abril, maio e julho no ano de 2008. As
amostras foram analisadas no Laboratório de Provas Básicas de Marabá. Os
resultados mostraram que houve uma diminuição significativa de contaminação nos
meses de menores precipitações pluviométricas com ocorrência de 100 a 75% de
contaminação segundo a Portaria do Ministério da Saúde, enquanto nos meses de
estiagem as proporções diminuíram para 50% e até ausência de contaminação.
Desta forma, a presença de E. Coli nas águas de consumo humano representam
riscos de abrangência socioambiental e de saúde pública especialmente no mês de
abril.

Downloads

Publicado

2012-11-30

Como Citar

Borgo, J. D. ., & Pontoni, D. (2012). INDICADORES DE CONTAMINAÇÃO SUBSUPERFICIAL DE ÁGUAS NO BAIRRO AMAPÁ NO MUNICIPIO DE MARABÁ – PA. ENCICLOPÉDIA BIOSFERA, 8(15). Recuperado de https://conhecer.org.br/ojs/index.php/biosfera/article/view/3680