INCIDÊNCIA DE MEDICAÇÃO EM CÃES E GATOS POR SEUS RESPONSÁVEIS SEM ORIENTAÇÃO MÉDICO-VETERINÁRIA: LEVANTAMENTO EM UM HOSPITAL VETERINÁRIO UNIVERSITARIO

Autores

  • Camila Carvalho
  • Diego Araújo
  • Júlia Bonfim
  • Danielle Vieira
  • Juliana Azevedo

Palavras-chave:

medicina veterinária, automedicação, intoxicação

Resumo

A automedicação ocorre pelo uso de medicamentos sem prescrição médica. Na
medicina veterinária a utilização arbitrária de medicamentos sem a orientação
profissional é pouco conhecida. Objetivou-se realizar um estudo sobre a incidência
de automedicação em animais atendidos em um Hospital Veterinário Universitário.
Dos animais atendidos, 22% já haviam recebido algum tipo de medicamento prévio à
consulta. O sistema orgânico que mais apresentou automedicação foi o
hematopoiético e o principal grupo de medicamentos utilizado foi o dos antibióticos.
Pode-se observar que a grande maioria dos medicamentos fornecidos aos animais
foi por iniciativa do proprietário.

Downloads

Publicado

2012-11-30

Como Citar

Carvalho, C. ., Araújo, D. ., Bonfim, J. ., Vieira, D. ., & Azevedo, J. . (2012). INCIDÊNCIA DE MEDICAÇÃO EM CÃES E GATOS POR SEUS RESPONSÁVEIS SEM ORIENTAÇÃO MÉDICO-VETERINÁRIA: LEVANTAMENTO EM UM HOSPITAL VETERINÁRIO UNIVERSITARIO. ENCICLOPÉDIA BIOSFERA, 8(15). Recuperado de https://conhecer.org.br/ojs/index.php/biosfera/article/view/3678

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)