IMPACTOS ECONÔMICOS DA DEPRECIAÇÃO DE SISTEMAS DE IRRIGAÇÃO POR GOTEJAMENTO NOS CUSTOS DA PRODUÇÃO AGRÍCOLA

Autores

  • Jorge Luiz Cunha
  • Roberto Pordeus
  • Manoel Silva Jr
  • Frederico Pontes
  • Carlos Alberto Azevedo

Palavras-chave:

Investimento, Irrigação, Depreciação, Custo

Resumo

Os processos produtivos agrícolas dos quais os fatores, solo planta e água são
limitados, requerem o uso da irrigação para promover a produção de alimentos em
áreas áridas e semiáridas do planeta. Neste prisma surge a necessidade de
investimento em reposição e modernização de máquinas e equipamentos utilizados
no processo produtivo, advindos da depreciação, ou seja, redução do valor do bem
com a idade, uso ou obsolescência. Assim, este estudo teve como objetivo
demonstrar a influência da depreciação dos ativos fixos na formação do custo
operacional de produção. Desta forma, calculou-se a depreciação dos componentes
de um sistema de irrigação instalado em uma parcela irrigada, através dos métodos:
linear, método dos saldos decrescente e método da soma dos dígitos. Como
resultado, obteve-se a estimativa de vida útil dos equipamentos de irrigação, e a
reversa de capital necessária a substituição dos bens depreciados de acordo com os
ciclos produtivos culturais. No caso estudado, o método de saldos decrescente
apresentou-se como o mais vantajoso em relação aos demais métodos de
depreciação, pois realiza a alocação das maiores cotas de depreciação nos períodos
de maior receita econômica da atividade agrícola da empresa.

Downloads

Publicado

2012-11-30

Como Citar

Cunha, J. L. ., Pordeus, R., Silva Jr, M. ., Pontes, F., & Azevedo, C. A. . (2012). IMPACTOS ECONÔMICOS DA DEPRECIAÇÃO DE SISTEMAS DE IRRIGAÇÃO POR GOTEJAMENTO NOS CUSTOS DA PRODUÇÃO AGRÍCOLA . ENCICLOPÉDIA BIOSFERA, 8(15). Recuperado de https://conhecer.org.br/ojs/index.php/biosfera/article/view/3676

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)