IMPACTOS AMBIENTAIS DA INOVAÇÃO TECNOLÓGICA NO PROCESSO DE CORTE FLORESTAL RELACIONADOS AOS MEIOS FÍSICO E BIÓTICO

Autores

  • Luís Carlos Freitas
  • Sérgio Luís Santos

Palavras-chave:

Colheita florestal, coeficiente de impacto, motosserra

Resumo

O objetivo desta pesquisa foi avaliar o perfil impactante do processo de inovação
tecnológica na atividade de corte florestal. Analisou-se o processo de inovação,
quando da mudança do corte semimecanizado (motosserra) para o corte
mecanizado com Harvester. Utilizou-se um método consolidado para avaliação de
impacto ambiental da inovação tecnológica na agropecuária, que avalia o
desempenho ambiental de uma dada metodologia ou tecnologia em relação àquela
previamente estabelecida. O método foi adaptado para avaliação de impactos na
colheita florestal. Os impactos foram analisados para os indicadores dos meios:
físico (atmosfera; solo, água) e biótico (flora e fauna). Elaborou-se matrizes para
cada indicador, sendo estas ponderadas em relação a escala de ocorrência e fator
de importância. Um técnico da área de colheita florestal realizou o preenchimento
das matrizes utilizando coeficientes de alteração previamente definidos. O
coeficiente de impacto resultou do produto do coeficiente de alteração pelos fatores
de ponderação, sendo avaliado numa escala de -15 a +15. O índice geral de impacto
foi determinado para o mesmo padrão de escala. De acordo com os resultados, o
saldo total de impacto apresentou-se positivo para os indicadores atmosfera e flora,
negativo para o indicador solo e inalterado para os indicadores água e fauna.

Downloads

Publicado

2012-11-30

Como Citar

Freitas, L. C. ., & Santos, S. L. . (2012). IMPACTOS AMBIENTAIS DA INOVAÇÃO TECNOLÓGICA NO PROCESSO DE CORTE FLORESTAL RELACIONADOS AOS MEIOS FÍSICO E BIÓTICO . ENCICLOPÉDIA BIOSFERA, 8(15). Recuperado de https://conhecer.org.br/ojs/index.php/biosfera/article/view/3675

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)