DIAGNÓSTICO DE MUDANÇAS E PERSISTÊNCIA DE OCUPAÇÃO DO SOLO ENTRE 1978 E 2011 NO IFTM-CAMPUS UBERABA, UTILIZANDO O “LAND CHANGE MODELER(LCM)”

Autores

  • Renato Valle Junior
  • Hygor Siqueira
  • Janaína Guidolini
  • Vera Lucia Abdala
  • Mauro Machado

Palavras-chave:

LCM, predição, SIG, Ecologia da paisagem

Resumo

Este trabalho visou diagnosticar uma série histórica do uso e ocupação do solo na
área do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Triângulo MineiroCampus Uberaba (IFTM-Campus Uberaba), localizada na cidade de Uberaba, Estado de Minas Gerais. Estas análises foram feitas através do Sistema de
Informação Geográfico (SIG), comparando imagens de satélite LANDSAT 3 e 5 para
os anos de 1978 e 2011, quanto às seguintes classes de uso do solo: agricultura,
pastagem, solo exposto e mata nativa. A fim de avaliar os ganhos, perdas,
persistências e intercâmbio entre as classes de uso do solo durante o período do
estudo, utilizou-se a ferramenta Land Change Modeler (LCM) do SIG Idrisi Selva.
Observou-se diminuição da área total de mata nativa em 0,711 Km2
equivalendo a 19,19%, demonstrando um possível passivo ambiental e a substituição de áreas de
mata por pastagem 0,313 Km2 e agricultura 0,398 Km2. Áreas ocupadas por mata
foram transformadas em áreas de agricultura e pecuária totalizando (1,082 Km2)
enquanto áreas de pastagem e solo exposto para mata (0,371 Km2), devido à
regeneração natural, florestamento e ao reflorestamento.

Downloads

Publicado

2012-11-30

Como Citar

Valle Junior, R. ., Siqueira, H., Guidolini, J., Abdala, V. L. ., & Machado, M. (2012). DIAGNÓSTICO DE MUDANÇAS E PERSISTÊNCIA DE OCUPAÇÃO DO SOLO ENTRE 1978 E 2011 NO IFTM-CAMPUS UBERABA, UTILIZANDO O “LAND CHANGE MODELER(LCM)” . ENCICLOPÉDIA BIOSFERA, 8(15). Recuperado de https://conhecer.org.br/ojs/index.php/biosfera/article/view/3643

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)