DETERMINAÇÃO DO FILOCROMO EM MUDAS DE EUCALIPTO EM FUNÇÃO DO VOLUME DO TUBETE E DA DENSIDADE DE PLANTAS

Autores

  • Rogério Bamberg
  • Braulio Caron
  • Denise Schmidt
  • Velci Souza
  • Alexandre Behling

Palavras-chave:

Soma térmica, número de folhas, Eucalyptus grandis

Resumo

O número de folhas acumuladas em função da temperatura cardinal de uma
espécie, dada pelo filocromo (FIL), tem sido apontado como uma excelente medida
do crescimento vegetal. Desta maneira, o trabalho teve como objetivo estudar a
influência da densidade de plantas na bandeja e do volume do tubete no FIL de
mudas de Eucalyptus grandis W. Hill ex Maiden. Para tanto foi conduzido um
experimento de produção de mudas em dois tamanhos de tubetes (pequeno e
médio) e duas densidades de plantas na bandeja (alta com 100% de ocupação da
bandeja e média com 50%) em que foi determinado a soma térmica e o número de
folhas acumulada por planta. Os resultados indicaram que mudas de E. grandis
quando cultivadas em tubete pequeno e médio sob densidade alta e pequeno em
média possuem a mesma tendência de FIL. O FIL quando a produção de mudas de
E. grandis é realizada em tubete médio sob densidade média é de 31,25 °C
dia.folha-1 e 76,92 °C dia.folha -1 quando cultivadas em tubete médio e pequeno sob
densidade alta e tubete pequeno sob densidade média.

Downloads

Publicado

2012-11-30

Como Citar

Bamberg, R. ., Caron, B. ., Schmidt, D. ., Souza, V. ., & Behling, A. . (2012). DETERMINAÇÃO DO FILOCROMO EM MUDAS DE EUCALIPTO EM FUNÇÃO DO VOLUME DO TUBETE E DA DENSIDADE DE PLANTAS. ENCICLOPÉDIA BIOSFERA, 8(15). Recuperado de https://conhecer.org.br/ojs/index.php/biosfera/article/view/3639

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

1 2 3 > >>