DETERMINAÇÃO DA ÁREA FOLIAR DA GUAZUMA ULMIFOLIA Lam. (MALVACEAE) ATRAVÉS DE MÉTODO NÃO DESTRUTIVO

Autores

  • Murilo Brandão
  • Hisaias Almeida
  • Evelyn Bragion
  • Allanne Gonzaga

Palavras-chave:

Regressão não-linear, crescimento, ajuste de modelos, mutamba

Resumo

O presente trabalho teve como objetivo correlacionar a área foliar da Guazuma
ulmifolia com o comprimento da nervura central e lateral, bem como com a soma e
produto das mesmas, a fim de se obter uma relação matemática para determinação
da área foliar da espécie. Foram coletadas 72 folhas (oito folhas/árvore, duas em
cada ponto cardeal) de nove matrizes de G. ulmifolia, posteriormente mensurou-se
os comprimentos das nervuras centrais das folhas (NC), e das laterais (NL) direita e
esquerda. Contornou-se as folhas de cada árvore em folhas de papel A4 que
posteriormente foram recortados e pesados. Através de uma regra de três simples
entre o peso, área da folha de papel A4 e peso do contorno das folhas de G. ulmifolia
determinou-se suas respectivas áreas foliares. A partir dessas variáveis foram
construídos modelos lineares, exponenciais, polinomiais e potenciais, sendo este
último o que apresentou os menores valores de AIC e Syx.

Downloads

Publicado

2012-11-30

Como Citar

Brandão, M. ., Almeida, H. ., Bragion, E. ., & Gonzaga, A. (2012). DETERMINAÇÃO DA ÁREA FOLIAR DA GUAZUMA ULMIFOLIA Lam. (MALVACEAE) ATRAVÉS DE MÉTODO NÃO DESTRUTIVO . ENCICLOPÉDIA BIOSFERA, 8(15). Recuperado de https://conhecer.org.br/ojs/index.php/biosfera/article/view/3638