CONSEQUÊNCIAS DA AÇÃO TRANSLAMINAR, SISTÊMICA E DE CONTATO DE EXTRATO AQUOSO DE VINAGRE SOBRE AS FASES IMATURAS DE LIRIOMYZA TRIFOLII EM MELOEIRO

Autores

  • Luan Ítalo Rocha
  • Adan Côgo
  • Douglas Rafael Barbosa
  • Dirceu Pratissoli

Palavras-chave:

Insecta, Ácido Acético, controle alternativo

Resumo

A mosca-minadora é considerada uma das principais pragas do meloeiro. Em razão
da dificuldade de ser controlada com inseticidas sintéticos, têm-se buscado métodos
alternativos de controle. Nesse trabalho, avaliou-se o efeito translaminar, sistêmico e
de contato de extrato aquoso de vinagre, (ácido acético), sobre larvas e pupas de
Liriomyza trifolii em meloeiro. Em todos os experimentos, utilizou-se água como
testemunha. Para avaliar a ação translaminar, o extrato foi aplicado nas
concentrações de 0,5; 1; 2; 4 e 8% sobre a superfície das folhas infestadas com
serpentinas com quatro dias de idade. Na avaliação da ação sistêmica, 30 mL do
extrato, nas mesmas concentrações foram aplicados no solo de vasos com plantas
infestadas com larvas aos quatro dias de idade. Nos testes translaminar e sistêmico
a mortalidade foi sem diferença estatística em todos os tratamentos. A ação de
contato foi avaliada aplicando-se seis mL em placas de Petri com pupas, nas
concentrações de 0,5; 1; 2; 4 e 8% . Concluiu-se que o extrato aquoso de vinagre
não apresenta ação translaminar e sistêmica, já no contato sobre as pupas de
mosca-minadora teve um efeito satisfatório.

Downloads

Publicado

2012-11-30

Como Citar

Rocha, L. Ítalo ., Côgo, A. ., Barbosa, D. R., & Pratissoli, D. . (2012). CONSEQUÊNCIAS DA AÇÃO TRANSLAMINAR, SISTÊMICA E DE CONTATO DE EXTRATO AQUOSO DE VINAGRE SOBRE AS FASES IMATURAS DE LIRIOMYZA TRIFOLII EM MELOEIRO. ENCICLOPÉDIA BIOSFERA, 8(15). Recuperado de https://conhecer.org.br/ojs/index.php/biosfera/article/view/3624

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)