CARACTERIZAÇÃO DA ESTABILIDADE DE AGREGADOS, ESTRUTURA E PENETROMETRIA DE UM LATOSSOLO SOB MANEJO CONVENCIONAL

Autores

  • Daniel Pontoni
  • Thays Schneider
  • Jessé Adamuchio
  • Jana Borgo

Palavras-chave:

Qualidade do solo, Plantio convencional, Física do solo

Resumo

Os diferentes usos e sistemas de manejo do solo interferem diretamente na
qualidade do solo alterando os ciclos biogeoquímicos responsáveis pela construção
da estrutura física do solo, das características químicas e biológicas. Este trabalho
teve como objetivo caracterizar as condições físicas de um Latossolo Vermelho sob
sistema de manejo convencional. As amostragens foram realizadas na Fazenda
Experimental do Canguiri, localizada no município de Pinhais (PR). Os parâmetros
avaliados foram: estabilidade de agregados, estrutura, densidade e resistência à
penetração. Concluiu-se que a maior proporção de macroagregados encontrados no
perfil avaliado sugere a presença de agentes cimentantes transitórios e temporários.
O aumento da densidade em profundidade pode ser atribuído às práticas de manejo
do solo, resultante do uso de máquinas no preparo do solo. O índice de estabilidade
de agregados foi maior nas classes de agregados menores. Houve variação de
resistência à penetração em profundidade.

Downloads

Publicado

2012-11-30

Como Citar

Pontoni, D. ., Schneider, T. ., Adamuchio, J. ., & Borgo, J. . (2012). CARACTERIZAÇÃO DA ESTABILIDADE DE AGREGADOS, ESTRUTURA E PENETROMETRIA DE UM LATOSSOLO SOB MANEJO CONVENCIONAL. ENCICLOPÉDIA BIOSFERA, 8(15). Recuperado de https://conhecer.org.br/ojs/index.php/biosfera/article/view/3611