AVALIAÇÃO TOXICOLÓGICA COMPARATIVA ENTRE Palicourea marcgravii St. Hil e P. officinalis Mart. (RUBIACEAE) em Artemia salina Leach

Autores

  • Laudson Silva
  • Luiz Carlos Cunha
  • José Paula
  • Piero Delprete

Palavras-chave:

Palicourea, Rubiaceae, toxicidade, microcrustáceos, Artemia salina

Resumo

Palicourea é um gênero da família Rubiaceae, com aproximadamente 200 espécies
de árvores, arbustos e subarbustos presentes na America Tropical, com
características tóxicas embora sem comprovação científica. Este trabalho objetivou
determinar o grau de toxicidade de duas espécies do gênero Palicourea em
microcrustáceos (Artemia salina), desenvolvendo assim um método de identificação
das espécies, já que ambas são bastante similares. A espécie mais tóxica do
gênero é a Palicourea marcgravii, um arbusto de ampla distribuição no Brasil, e que
desperta grande interesse pecuário, por ser a principal causa de mortes bovinas por
intoxicação no país. Outras espécies, consideradas tóxicas por serem
morfologicamente similares a P. marcgravii são, P. officinalis, P. crocea e P.
australis. A P. officinalis, um sub-arbusto, encontrada nos cerrados abertos do
Distrito Federal, Goiás e Minas Gerais. Alguns autores tratam P. marcgravii e P.
officinalis como espécies distintas, e outros como sinônimos, causando considerável
confusão na literatura especializada. Palicourea marcgravii foi bastante estudada em
relação à toxicidade, entretanto, não há experimentos que visem diferenciá-la de
outras espécies. No presente trabalho, foram realizados testes toxicológicos
comparativos de concentração letal mediana (CL50), A. salina, a partir dos extratos
etanólicos das espécies estudadas. No teste de toxicidade a P. marcgravii
apresentou CL50±EPM de 87.54±1,6 µg/mL, enquanto que a P. officinalis
apresentou CL50±EPM > 400 µg/mL. Baseando nesses valores, concluimos que das
duas espécies estudadas, a P. marcgravii é uma espécie altamente tóxica para
microcrustáceos, enquanto que a P. officinalis apresenta somente uma moderada
toxicidade e poderia ser considerada como não tóxicas nos animais testados.

Downloads

Publicado

2012-11-30

Como Citar

Silva, L. ., Cunha, L. C. ., Paula, J. ., & Delprete, P. . (2012). AVALIAÇÃO TOXICOLÓGICA COMPARATIVA ENTRE Palicourea marcgravii St. Hil e P. officinalis Mart. (RUBIACEAE) em Artemia salina Leach. ENCICLOPÉDIA BIOSFERA, 8(15). Recuperado de https://conhecer.org.br/ojs/index.php/biosfera/article/view/3609