AVALIAÇÃO DOS ASPECTOS E IMPACTOS AMBIENTAIS DECORRENTES DA MINERAÇÃO DE BAUXITA NO SUL DE MINAS GERAIS

Autores

  • João Carlos Guimarães
  • José Chagas
  • Caroline Campos
  • Evelyn Alecrim
  • Felipe Machado

Palavras-chave:

poluição visual, impacto à biodiversidade, restauração ecológica, reabilitação, topsoil, sistema de drenagem

Resumo

A bauxita constitui a matéria prima essencial para a cadeia de produtos da indústria
do alumínio, sendo que sua exploração resulta em impactos ambientais, os quais
quando não avaliados e identificados previamente podem gerar sérias condições de
degradação ambiental. O presente trabalho teve como objetivo analisar os principais
aspectos e impactos decorrentes das atividades envolvidas na mineração de
bauxita, com foco nos depósitos de bauxita da região Sul do estado de Minas
Gerais, de maneira a ressaltar as principais ações de mitigação. Pode-se notar que
o impacto mais crítico em termos de mensuração ocorrem quando da mineração em
ecossistemas naturais (florestas nativas ou campos de altitude), porém foram
encontrados bons exemplos de minas em processo de Restauração Ecológica. A
poluição visual deveria ser contemplada por ações educativas para a população
local, ilustrando que este impacto é o menos crítico entre os gerados pela mineração
de bauxita. Outros aspectos e impactos que merecem maior atenção por parte dos
empreendedores são o abatimento de poeira, dimensionamento dos sistemas de
drenagem e eliminação de paredes verticais em áreas fechadas.

Downloads

Publicado

2012-11-30

Como Citar

Guimarães, J. C., Chagas, J. ., Campos, C. ., Alecrim, E. ., & Machado, F. . (2012). AVALIAÇÃO DOS ASPECTOS E IMPACTOS AMBIENTAIS DECORRENTES DA MINERAÇÃO DE BAUXITA NO SUL DE MINAS GERAIS. ENCICLOPÉDIA BIOSFERA, 8(15). Recuperado de https://conhecer.org.br/ojs/index.php/biosfera/article/view/3606

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)