EFICÁCIA DO ÁCIDO ACÉTICO NO CONTROLE DE ALGUMAS ESPÉCIES DE PLANTAS DANINHAS

Autores

  • Pedro Pereira
  • Ana Josicleide Maia
  • Renata Valéria Gomes
  • Escarião Gomes

Palavras-chave:

Vinagre, plantas invasoras, herbicida

Resumo

Nos cultivos orgânicos o uso do ácido acético pode ser uma boa alternativa para
substituir os herbicidas sintéticos no controle de plantas daninhas por ser um
material facilmente disponível e pouco agressivo ao ambiente. O objetivo deste
trabalho foi avaliar o efeito do ácido acético no controle de plantas daninhas. A
pesquisa foi conduzida em casa de vegetação no campus do Pici da Universidade
Federal do Ceará – UFC. O delineamento experimental foi inteiramente casualizado
com três repetições. O ácido acético glacial a 99,3%, nas concentrações de 0, 10,
15, 20 e 30%, e o vinagre contendo 4% de ácido acético foi avaliado no controle das
espécies daninhas Chamaesyce hyssopifolia, Bidens pilosa, Panicum maximum e
Cleome affinis cultivadas em vasos, em casa de vegetação. Os tratamentos com
ácido acético foram aplicados 30 dias após a emergência das plantas daninhas.
Utilizou-se a percentagem de controle das plantas daninhas como indicativo de
controle proporcionado pelo ácido acético. O vinagre controlou satisfatoriamente
50% de todas as espécies de plantas daninhas com exceção da Chamaesyce
hyssopifolia. A curva dose-resposta do peso a percentagem de controle em função
da concentração do ácido acético indica um controle de 85%, aceitável na prática,
com concentrações inferiores a 10%, exceção para a Chamaesyce hyssopifolia que
foi controlada com concentrações maiores.

Downloads

Publicado

2013-07-01

Como Citar

Pereira, P. ., Maia, A. J. ., Gomes, R. V., & Gomes, E. . (2013). EFICÁCIA DO ÁCIDO ACÉTICO NO CONTROLE DE ALGUMAS ESPÉCIES DE PLANTAS DANINHAS . ENCICLOPÉDIA BIOSFERA, 9(16). Recuperado de https://conhecer.org.br/ojs/index.php/biosfera/article/view/3563