COLETA DE ÁGUA: AMOSTRAGEM EM AMBIENTES LÓTICOS

Autores

  • Mayana Leite
  • Flávia Barros
  • Danilo Silva
  • Fábio Welligton Jesus
  • Stênio Carvalho

Palavras-chave:

Pontos de amostragem, coleta de água, variáveis limnológicas, bacias hidrográficas

Resumo

A maioria dos rios brasileiros, que são a principal fonte de abastecimento de água
para a população, não possuem sistemas de monitoramento da qualidade da água,
algo preocupante tendo em vista a vasta importância dos recursos hídricos para o
desenvolvimento da vida humana, atividades agrícolas e industriais. A confiabilidade
de um plano de amostragem, para a avaliação da qualidade de um corpo d’água,
depende fundamentalmente, das técnicas de amostragem envolvendo uma seleção
criteriosa dos locais de coleta e o uso correto das técnicas de coleta e sua
preservação. Este trabalho apresenta uma descrição dos principais procedimentos
desde a elaboração do plano de amostragem até a análise dos dados obtidos.
Destina-se a todos os profissionais envolvidos com a pesquisa realizada em corpos
hídricos.

Downloads

Publicado

2013-07-01

Como Citar

Leite, M., Barros, F. ., Silva, D., Jesus, F. W. ., & Carvalho, S. . (2013). COLETA DE ÁGUA: AMOSTRAGEM EM AMBIENTES LÓTICOS . ENCICLOPÉDIA BIOSFERA, 9(16). Recuperado de https://conhecer.org.br/ojs/index.php/biosfera/article/view/3519

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

1 2 3 > >>