ANÁLISE DO COMPORTAMENTO DA DEMANDA DO ETANOL E DA GASOLINA EM FUNÇÃO DA EVOLUÇÃO DA FROTA DE VEÍCULOS LEVES NO BRASIL

Autores

  • Marcelo Shibuya
  • Mário Mollo Neto
  • Irenilza Nääs

Palavras-chave:

Biocombustíveis, Dinâmica de Sistemas, Simulação

Resumo

A introdução da tecnologia flexfuel determinou uma nova dinâmica na demanda de
combustíveis no Brasil. Com a aceitação por parte dos consumidores e a evolução
dos veículos flexfuel na frota brasileira de veículos, a decisão pelo combustível
passou a ser realizado no momento do abastecimento. Dentre os fatores que levam
o proprietário dos veículos a decidirem pelo combustível a ser utilizado, pode-se
relacionar a paridade de preços entre o etanol hidratado e a gasolina, a autonomia
do veículo, a preferência pelo combustível com menor emissão de gases do efeito
estufa e a possibilidade de adulteração, conforme aponta estudos realizados pela
EPE (Empresa de Pesquisas Energéticas) no ano de 2012. Este artigo apresenta,
utilizando-se de técnicas de simulação em dinâmica de sistemas, a análise do
comportamento da demanda da gasolina, etanol hidratado e etanol anidro em função
da evolução da frota de veículos leves no país para o período de 2013 a 2020. Ao
final do artigo, o comportamento da demanda de combustiveis é analisado,
sugerindo-se modificações nas políticas energéticas do país.

Downloads

Publicado

2013-12-01

Como Citar

Shibuya, M. ., Mollo Neto, M. ., & Nääs, I. . (2013). ANÁLISE DO COMPORTAMENTO DA DEMANDA DO ETANOL E DA GASOLINA EM FUNÇÃO DA EVOLUÇÃO DA FROTA DE VEÍCULOS LEVES NO BRASIL . ENCICLOPEDIA BIOSFERA, 9(17). Recuperado de https://conhecer.org.br/ojs/index.php/biosfera/article/view/3279

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

1 2 3 > >>