UTILIZAÇÃO DO GESSO DE ENTULHO NA PRODUÇÃO DE CIMENTO

Autores

  • Evaldo Ferreira
  • Karla Alcione Cruvinel

Palavras-chave:

Ciências Ambientais, Construção Civil, Saneamento Ambiental

Resumo

Em considerável expansão durante a última década, a indústria da construção civil é
um dos principais constituintes do Produto Interno Bruto (PIB) brasileiro, apontada
por alguns cientistas políticos como termômetro da economia nacional. Resultante
de suas atividades, resíduos sólidos considerados inertes são gerados em grande
quantidade, sendo as chamadas áreas de bota-fora, uma das alternativas de
descarte feito por pequenos e grandes geradores deste tipo de material. Entre os
instrumentos legais que tratam do assunto estão a Lei Nº 12.305, de 2 de agosto de
2010, que institui a Política Nacional de Resíduos Sólidos, altera a Lei Nº 9.605, de
12 de fevereiro de 1998 e dá outras providências, e a Resolução Nº 307, de 5 de
julho de 2002 do Conselho Nacional do Meio Ambiente (CONAMA), que estabelece
diretrizes, critérios e procedimentos para a gestão dos resíduos da construção civil.
No país, diversos estudos estão em andamento em centros de pesquisa espalhados
pelo território nacional. Estes possuem como foco, o desenvolvimento de técnicas de
reciclagem e reaproveitamento do entulho. O presente estudo é constituído
basicamente pela revisão de trabalhos científicos que abordam as técnicas e
métodos para reciclagem e reaproveitamento de Resíduos de Construção e
Demolição (RCD), podendo desta maneira, conhecer o estado da arte relacionado a
estes aspectos. O texto também apresenta uma proposta de reaproveitamento do
gesso proveniente de demolições em substituição à gipsita utilizada na produção de
cimento portland.

Downloads

Publicado

2014-07-01

Como Citar

Ferreira, E. ., & Cruvinel, K. A. . (2014). UTILIZAÇÃO DO GESSO DE ENTULHO NA PRODUÇÃO DE CIMENTO. ENCICLOPÉDIA BIOSFERA, 10(18). Recuperado de https://conhecer.org.br/ojs/index.php/biosfera/article/view/2960

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

1 2 > >>