TRATAMENTO DE SEMENTES DE SOJA NO CONTROLE DA ANTRACNOSE

Autores

  • Saulo Mendes
  • Daiane Mariano
  • Antônio José Moreira
  • Cândido Oliveira Neto
  • Ricardo Okumura

Palavras-chave:

Fungicida, Glycine max (L.) Merrill, Colletotrichum dematium var. truncata, qualidade sanitária

Resumo

O objetivo do trabalho foi avaliar o efeito de alguns fungicidas aplicados em
tratamentos de sementes de soja no controle de antracnose. O experimento foi
conduzido no laboratório e em campo da Universidade do Estado de Mato Grosso,
Campus de Tangará da Serra, Estado do Mato Grosso, Brasil, no período de
setembro a outubro de 2012. As sementes de soja da cultivar TMG 132 RR foram
inoculadas com o fungo (Colletotrichum dematium var. truncata) e posteriormente
tratadas com os fungicidas: fludioxonil + metalaxyl-m (25 + 10 g i.a. 100 kg-1 de
sementes), carboxin + thiram (60 + 60 g i.a. 100 kg-1 de sementes), carbendazin +
thiram (30 + 70 g i.a. 100 kg-1 de sementes), pencycuron + tolylfluanid (30 + 45 g i.a.
100 kg-1 de sementes), tolylfluanid (75 g i.a. 100 kg-1 de sementes) e a testemunha,
sem aplicação de fungicida. Os tratamentos com tolylfluanid, pencycuron +
tolyfluanid, carbendazin + thiram, se destacaram entre os produtos, uma vez que
apresentaram melhores resultados de qualidade fisiológica das sementes e
reduziram a incidência do patógeno nas plântulas. Para cinco das dez variáveis
analisadas, o tratamento com carboxin + thiram, apresentou resultados inferiores
aos demais tratamentos.

Downloads

Publicado

2014-07-01

Como Citar

Mendes, S. ., Mariano, D. ., Moreira, A. J. ., Oliveira Neto, C. ., & Okumura, R. . (2014). TRATAMENTO DE SEMENTES DE SOJA NO CONTROLE DA ANTRACNOSE. ENCICLOPÉDIA BIOSFERA, 10(18). Recuperado de https://conhecer.org.br/ojs/index.php/biosfera/article/view/2893

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

1 2 3 > >>