TEOR DE SÓLIDOS SOLÚVEIS TOTAIS NO INÍCIO E NO FINAL DA MATURAÇÃO EM CANA-DE-AÇÚCAR

Autores

  • Uirá Amaral
  • Wilson Dourado
  • Miquéias Santos
  • Andrea Fonseca
  • Maurício Pereira
  • Valdir Diola

Palavras-chave:

Acúmulo de sacarose, capacidade geral de combinação, herdabilidade, produtividade

Resumo

O acúmulo e a manutenção da sacarose em cana-de-açúcar decrescem da base
para o ápice dos colmos, a partir de processos fisiológicos naturais e por influência
de fatores externos, como temperaturas elevadas e baixas precipitações por longos
períodos. Visando esclarecer o efeito dos fatores genéticos e ambientais deste
caráter, foram coletadas informações dos teores de sólidos solúveis totais (SST) de
quatro regiões do colmo (internódios +17, +13, +9 e +5) de 84 variedades em canaplanta no início e final de safra. Foi evidenciado o maior acúmulo de SST e
homogeneidade ao longo do colmo na fase final de colheita. A herdabilidade ampla
deste caráter na fase inicial foi de 0,70 e 0,75 na fase final e a herdabilidade
genética contribuiu mais efetivamente para o elevado teor de SST, sendo que
apenas cinco genes com seus alelos controlam esta característica. A análise de
capacidade geral de combinação estimou que as progênies de melhor rendimento
produtivo na fase inicial podem ser obtidas dos cruzamentos entre variedades SP e
na fase final entre variedades RB. Este estudo contribui com informações para
estabelecer estratégias de análises genotípicas, moleculares e biotecnológicas na
compreensão dos fatores genéticos relacionados ao armazenamento da sacarose,
também na aplicação em programas de melhoramento de cana que visam obter
variedades de melhor performance produtiva.

Downloads

Publicado

2014-07-01

Como Citar

Amaral, U. ., Dourado, W. ., Santos, M. ., Fonseca, A. ., Pereira, M. ., & Diola, V. . (2014). TEOR DE SÓLIDOS SOLÚVEIS TOTAIS NO INÍCIO E NO FINAL DA MATURAÇÃO EM CANA-DE-AÇÚCAR . ENCICLOPÉDIA BIOSFERA, 10(18). Recuperado de https://conhecer.org.br/ojs/index.php/biosfera/article/view/2890