RESPOSTA DO SORGO GRANÍFERO À APLICAÇÃO DE DIFERENTES DOSES E ÉPOCAS DE INOCULANTE (Azospirillum brasilense) VIA FOLIAR

Autores

  • Allan Nakao
  • Marcelo Fernando Souza
  • Lourdes dickmann
  • Daniela Centeno
  • Ricardo Antonio Rodrigues

Palavras-chave:

Azospirillum brasilense, fixação biológica de nitrogênio, produtividade

Resumo

Um interesse crescente no uso de inoculante contendo organismos fixadoras de
nitrogênio atmosférico tem sido observado e deve aumentar nos próximos anos. A
utilização desses organismos pode contribuir com o fornecimento de todo ou parte
deste nutriente às plantas, reduzindo custos de produção e proporcionando
sustentabilidade a produção agrícola. Assim, o trabalho teve como objetivo avaliar a
eficiência agronômica com uso de Azospirillum brasilense foliar em doses crescentes
e épocas de aplicação da bactéria na cultura do sorgo granífero em sistema plantio
direto. O delineamento experimental adotado foi o de blocos ao acaso em esquema
fatorial 5 x 2 com quatro repetições. Os tratamentos constituíram-se de cinco doses
de inoculante via foliar com Azospirillum brasilense (0, 50, 100, 150 e 200 ml ha-1) e
dois estádios fenológicos da cultura: estádio 1 (plantas com três folhas
completamente expandidas, 18 DAE) e Estádio 2 (plantas com sete folhas
completamente expandidas, 25 DAE). Avaliaram-se as características agronômicas
e produtividade da cultura do sorgo. Diferenças significativas foram observadas para
os diferentes estádios de aplicação e doses de A. brasilense aplicado na cultura do
sorgo. A aplicação de A. brasilense proporcionou aumento no índice de clorofila
foliar, altura da planta, diâmetro do colmo, massa seca das partes da planta, massa
de grãos por panícula e produtividade. A aplicação em diferentes estádios de
desenvolvimento influenciou apenas na altura das plantas. A inoculação das plantas
de sorgo via foliar com A. brasilense proporcionou melhores resultados nos
componentes de produção e na produtividade do sorgo.

Downloads

Publicado

2014-07-01

Como Citar

Nakao, A. ., Souza, M. F., dickmann, L. ., Centeno, D. ., & Rodrigues, R. A. (2014). RESPOSTA DO SORGO GRANÍFERO À APLICAÇÃO DE DIFERENTES DOSES E ÉPOCAS DE INOCULANTE (Azospirillum brasilense) VIA FOLIAR . ENCICLOPÉDIA BIOSFERA, 10(18). Recuperado de https://conhecer.org.br/ojs/index.php/biosfera/article/view/2879

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)