PROPAGAÇÃO VEGETATIVA DE UMBU-CAJAZEIRA

Autores

  • Lucimário Bastos
  • Ana Cristina Dantas
  • Maria Angélica Costa
  • Maria Josirene Bastos
  • Vanessa Almeida

Palavras-chave:

portaenxerto, Spondias tuberosa, semiárido

Resumo

A umbu-cajazeira (Spondias sp.) pertence à família Anacardiaceae, sendo considerada
um híbrido natural do cruzamento entre o umbuzeiro e a cajazeira. Apresenta cerca de
90 % dos endocarpos desprovidos de sementes, o que torna inviável a sua propagação
sexuada. O objetivo deste trabalho foi avaliar a propagação assexuada de umbucajazeira em dois experimentos. Cinco genótipos foram enxertados por garfagem no
topo em fenda cheia e borbulhia, sobre umbuzeiro, avaliando-se porcentagem de
pegamento, número de brotações, matéria seca e sobrevivência dos enxertos aos 120
dias. Estacas semi-lenhosas de umbu-cajazeira foram tratadas com ácido indolbutírico
(AIB) a 0, 1000, 2000, 3000 e 4000 mg L-1. Os dados foram submetidos à análise de
variância e as médias comparadas pelo teste de Tukey a 5 % de probabilidade e pela
análise de regressão para os fatores qualitativos e quantitativos, respectivamente. A
enxertia por garfagem no topo em fenda cheia apresentou índice de sobrevivência
acima de 90%, porém não houve sucesso com a borbulhia. Concentrações de 3000 e
4000 mg L-1 de AIB favoreceram o enraizamento das estacas semi-lenhosas de umbucajazeira.

Downloads

Publicado

2014-07-01

Como Citar

Bastos, L. ., Dantas, A. C. ., Costa, M. A. ., Bastos, M. J., & Almeida, V. . (2014). PROPAGAÇÃO VEGETATIVA DE UMBU-CAJAZEIRA . ENCICLOPÉDIA BIOSFERA, 10(18). Recuperado de https://conhecer.org.br/ojs/index.php/biosfera/article/view/2861