PRODUTIVIDADE, DESENVOLVIMENTO VEGETATIVO E TROCAS GASOSAS DE Physalis peruviana CULTIVADO EM AMBIENTE PROTEGIDO E A CAMPO

Autores

  • André Ricardo Zeist
  • Daniel Zanin
  • Rafael Chagas
  • Clevison Luiz Giacobbo
  • Juliano Resende

Palavras-chave:

Fisalis, fotossíntese, solanaceae

Resumo

O cultivo de Physalis peruviana é ainda bastante limitado em base da falta de
conhecimento da adaptação e comportamento fisiológico da espécie. Em contexto, o
presente trabalho teve por objetivo avaliar trocas gasosas e parâmetros de
desenvolvimento vegetativo e produtividade de P. Peruviana, em ambiente protegido
e a campo. Para realização do trabalho, foi realizado experimento no ano agrícola de
2013/2014. Ao longo do ciclo da cultura, avaliou-se: (Diâmetro do caule, altura da
planta, volume de copa, número total, produção total, peso médio e diâmetro de
frutos, e trocas gasosas). Observando o ciclo de desenvolvimento de P. peruviana
em diferentes ambientes, verificou-se que o ambiente de cultivo não influenciou para
as variáveis, precocidade, altura da planta, diâmetro horizontal de frutos e trocas
gasosas. Ao contrário do cultivo a campo, que promoveu apenas melhor resultado
para a variável diâmetro do caule, o cultivo em ambiente protegido, demonstrou que
é uma alternativa para os produtores de P. peruviana, proporcionando a obtenção de
um maior volume de copa, maior número total, produção total, peso e diâmetro de
frutos comerciais.

Downloads

Publicado

2014-07-01

Como Citar

Zeist, A. R. ., Zanin, D. ., Chagas, R. ., Giacobbo, C. L. ., & Resende, J. . (2014). PRODUTIVIDADE, DESENVOLVIMENTO VEGETATIVO E TROCAS GASOSAS DE Physalis peruviana CULTIVADO EM AMBIENTE PROTEGIDO E A CAMPO. ENCICLOPÉDIA BIOSFERA, 10(18). Recuperado de https://conhecer.org.br/ojs/index.php/biosfera/article/view/2856