PRINCIPAIS MECANISMOS ENVOLVIDOS NA MATURAÇÃO OOCITÁRIA EM BOVINOS: DA OOGÊNESE À MATURAÇÃO IN VITRO

Autores

  • Michelle Araujo
  • Midyan Guastali
  • Rodrigo Volpato
  • Fernanda Landim

Palavras-chave:

Maturação in vitro, oócito, oogênese, reprodução

Resumo

Apesar dos esforços realizados visando melhorar a produção de embriões bovinos in
vitro, sua eficiência ainda é baixa, uma vez que apenas 30 a 40% dos blastocistos
desenvolvidos são obtidos de oócitos após a maturação in vitro (MIV), fertilização e
cultivo dos embriões. As tecnologias reprodutivas assistidas têm um impacto
limitante devido à falta de oócitos aptos à fertilização. A compreensão dos
mecanismos envolvidos na maturação oocitária é crucial para o estabelecimento de
um sistema de cultivo que possibilite a produção de um maior número de embriões
de boa qualidade. O estudo dos estágios iniciais do desenvolvimento oocitário e
folicular in vivo é importante para um melhor entendimento das vias moleculares que
regulam a oogênese, a foliculogênese e a maturação oocitária. Desta forma, os
mecanismos fisiológicos, bioquímicos e moleculares envolvidos na maturação
poderão contribuir com o aumento na eficiência da produção de embriões in vitro.
Portanto, o objetivo desta revisão de literatura é entender os principais mecanismos
que permeiam a maturação oocitária em bovinos, desde o processo de formação do
oócito e das células foliculares in vivo, até a sua utilização no ambiente in vitro.

Downloads

Publicado

2014-07-01

Como Citar

Araujo, M. ., Guastali, M. ., Volpato, R. ., & Landim, F. . (2014). PRINCIPAIS MECANISMOS ENVOLVIDOS NA MATURAÇÃO OOCITÁRIA EM BOVINOS: DA OOGÊNESE À MATURAÇÃO IN VITRO. ENCICLOPÉDIA BIOSFERA, 10(18). Recuperado de https://conhecer.org.br/ojs/index.php/biosfera/article/view/2846

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)