PREDIÇÃO GEOESTATÍSTICA DA ESPESSURA DE HORIZONTES ANTRÓPICOS NA RESERVA BIOLÓGICA DO RIO TROMBETAS

Autores

  • Cauan Araújo
  • Mateus Lobo
  • Newton Paulo Falcão

Palavras-chave:

Krigagem, mapeamento de solos, terra preta de índio

Resumo

Esta pesquisa teve como objetivo estimar a espessura do horizonte A antrópico em
manchas de Terra Preta de Índio. Para este fim foram realizados levantamentos em
três sítios na Reserva Biológica do rio Trombetas, região da calha-norte, município de
Oriximiná/PA. A distribuição espacial da espessura do horizonte A antrópico em cada
mancha foi determinada por meio de sondagens com trado holandês, em grade
semirregular de 25m x 25m, e interpolação com o método geoestatístico de
interpolação Krigagem ordinária. Os modelos teóricos testados para ajuste ao
semivariograma experimental foram: circular, esférico, exponencial e gaussiano. O
semivariograma para a Krigagem da espessura do horizonte A antrópico teve o
parâmetro pepita ajustado “a sentimento”, e os parâmetros patamar e alcance
ajustados por mínimos quadrados ponderados. A verificação do melhor ajuste foi
realizada através da técnica da validação cruzada. Os resultados permitem concluir
que o modelo téorico exponencial obteve a predição com menor enviesamento e maior
precisão na determinação do desvio padrão, e adicionalmente maiores índices de
dependência espacial, sendo este o mais recomendado para o estabelecimento de
glebas em função da espessura do horizonte A antrópico nos sítios estudados.

Downloads

Publicado

2014-07-01

Como Citar

Araújo, C. ., Lobo, . M., & Falcão, N. P. (2014). PREDIÇÃO GEOESTATÍSTICA DA ESPESSURA DE HORIZONTES ANTRÓPICOS NA RESERVA BIOLÓGICA DO RIO TROMBETAS . ENCICLOPÉDIA BIOSFERA, 10(18). Recuperado de https://conhecer.org.br/ojs/index.php/biosfera/article/view/2843

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)