GRAU DE DEGRADAÇÃO DE DOIS CÓRREGOS URBANOS NO MUNICÍPIO DE ALTA FLORESTA- MT: VARIÁVEIS FÍSICO-QUÍMICAS

Autores

  • Darley Ferreira
  • Edevaldo Monteiro
  • Jéssica Duarte
  • Marcelo Monteiro
  • Marcia Silva
  • Joabe Souza

Palavras-chave:

antropismo, limnologia, monitoramento de água

Resumo

A Amazônia conta com uma vasta rede fluvial entrecortada por milhares de rios de
diferentes ordens e tamanhos, com água de diferentes variáveis físico-químicas, que
aos poucos vem sendo ameaçada em função das pressões antrópicas. Este trabalho
objetivou-se avaliar o grau de degradação da qualidade da água em dois córregos
urbanos no município de Alta Floresta – MT através de índice de qualidade da água
(IQA). Foram realizadas coletas em determinados pontos, ao decorrer dos córregos
Severo e Papai Noel. Para tais coletas foram utilizados pHmetro portátil YSI pH-100;
oxímetro YSI-550ª; Temperatura (ºC) obtida por meio de um termômetro. Após
análises das variáveis foi atribuído um peso, de acordo com a sua importância no
cálculo do IQA, determinado por produtório. Foi obtido o índice de qualidade de água
para os diferentes pontos e córregos amostrados e os mesmos apresentaram-se
alterações. A utilização do IQA relatou que os córregos Severo e Papai Noel,
enquadram-se na faixa de ruim à média, abordando assim a necessidade de
recuperação destes córregos, para a manutenção da biodiversidade local.

Downloads

Publicado

2014-07-01

Como Citar

Ferreira, D. ., Monteiro, E. ., Duarte, J. ., Monteiro, M. ., Silva, M. ., & Souza, J. (2014). GRAU DE DEGRADAÇÃO DE DOIS CÓRREGOS URBANOS NO MUNICÍPIO DE ALTA FLORESTA- MT: VARIÁVEIS FÍSICO-QUÍMICAS. ENCICLOPÉDIA BIOSFERA, 10(18). Recuperado de https://conhecer.org.br/ojs/index.php/biosfera/article/view/2803

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

1 2 > >>