GERMINAÇÃO E VIGOR DE SEMENTES DE ANGICO-VERMELHO EM CONDIÇÕES DE ESTRESSE HÍDRICO

Autores

  • Fagner Luciano Moreira
  • Maisa Portella
  • Carlos Eduardo Moraes
  • Miele Matheus

Palavras-chave:

Anadenanthera peregrina, manitol, potencial osmótico, qualidade fisiológica

Resumo

Anadenanthera peregrina, angico-vermelho, é uma espécie da família
Leguminoseae-Mimosoideae (Mimosaceae), nativa do Brasil, com ampla distribuição
e múltiplos usos, inclusive em recuperação de áreas degradadas. O estresse hídrico
pode ser fator limitante para algumas espécies, sendo necessário estudos
envolvendo a germinação de sementes nestas condições. Objetivando avaliar a
qualidade fisiológica e vigor de sementes de angico-vermelho em condições de
estresse hídrico simulado, foi realizado o presente trabalho. O experimento foi
realizado em delineamento inteiramente casualizado, em seis tratamentos, contendo
quatro repetições de 25 sementes. Os tratamentos foram representados por
diferentes potenciais osmóticos (0, -0,3, -0,6, -0,9, -1,2 e -1,8 MPa) da solução
aquosa de manitol, utilizada para embeber os rolos de papel germitest utilizados
para a germinação, em germinador BOD (Biochemical Oxygen Demand) em
temperatura de 25 ºC. Após 15 dias de observações foram calculados: porcentagem,
índice de velocidade, tempo médio e primeira contagem de germinação. Houve um
comportamento linear, com queda da germinação e redução do vigor, expresso no
aumento do tempo necessário para ocorrer a germinação, em função da diminuição
do potencial osmótico. O angico-vermelho é moderadamente tolerante ao estresse
hídrico simulado com manitol, que não foi letal às sementes mesmo no potencial -1,8
MPa.

Downloads

Publicado

2014-07-01

Como Citar

Moreira, F. L. ., Portella, M. ., Moraes, C. E. ., & Matheus, M. . (2014). GERMINAÇÃO E VIGOR DE SEMENTES DE ANGICO-VERMELHO EM CONDIÇÕES DE ESTRESSE HÍDRICO . ENCICLOPÉDIA BIOSFERA, 10(18). Recuperado de https://conhecer.org.br/ojs/index.php/biosfera/article/view/2798