DOSES E ÉPOCAS DE APLICAÇÃO DE FOSFITO COMERCIAL NA CULTURA DA SOJA

Autores

  • Alexandre Passos
  • Pedro Rezende
  • Everson Carvalho

Palavras-chave:

adubação foliar, fósforo, Glycine max

Resumo

A busca de novas alternativas para o aumento da produtividade da soja tem sido
uma constante preocupação de pesquisadores e produtores. Nesse trabalho o
objetivo foi avaliar o efeito de diferentes doses de fosfito comercial em diferentes
estádios do ciclo cultural da soja. Foi utilizado o delineamento de blocos ao caso,
com três repetições e 11 tratamentos dispostos em esquema fatorial (5 x 2) + 1,
constituído por cinco doses de um fertilizante líquido a base de fosfito (1,0; 1,5; 2,0;
2,5 e 3 kg.ha-1) e dois estádios de aplicação (R3 e R5), mais um tratamento adicional
(testemunha), sem qualquer aplicação. As parcelas foram constituídas por 4 linhas
espaçadas em 50 cm, sendo a área útil constituída pelas duas linhas centrais. Foram
avaliados: a produtividade, o número de legumes por planta, de grãos por legume,
peso de 100 grãos, altura da planta e altura de inserção do 1º legume. As doses e
épocas de aplicação do produto à base de fosfito não influenciaram os atributos
avaliados. Não há efeito benéfico da utilização de fosfito aplicado via foliar na
produtividade de grãos na cultura da soja.

Downloads

Publicado

2014-07-01

Como Citar

Passos, A. ., Rezende, P. ., & Carvalho, E. . (2014). DOSES E ÉPOCAS DE APLICAÇÃO DE FOSFITO COMERCIAL NA CULTURA DA SOJA. ENCICLOPÉDIA BIOSFERA, 10(18). Recuperado de https://conhecer.org.br/ojs/index.php/biosfera/article/view/2759

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

1 2 > >>