CONTROLE DE PLANTAS DANINHAS EM PASTAGEM USANDO DOSES E MISTURAS DE HERBICIDAS

Autores

  • Daniela Caldeira
  • Vinicius Amaral
  • Rodolpho Alexandre Casadei
  • Lívia Barros
  • Zulema Figueiredo

Palavras-chave:

2,4 D picloram, fluroxipir, manejo químico

Resumo

O controle eficiente das plantas daninhas é um dos fatores essenciais para ter-se
uma pastagem de boa qualidade, já que estas competem com as forrageiras por luz,
água, nutrientes e espaço físico. Dessa forma, objetivou-se com o presente trabalho
avaliar o controle das plantas daninhas em uma área de pastagem, utilizando doses
decrescentes dos herbicidas 2,4D+picloram e fluroxipir e a associação destes.
Utilizou-se o delineamento experimental em blocos ao acaso, com três repetições e
dez tratamentos baseados na aplicação de 100%, 75%, 50% e 25% das doses
recomendadas pelo fabricante, bem como a associação dos herbicidas a 100% e
50%. As avaliações visuais foram realizadas aos 7, 15, 30, 45 e 60 dias após a
aplicação (DAA) observando-se a eficiência de controle por meio de escala (0 a
100%) e grau de fitotoxicidade da pastagem. Concluiu-se que o herbicida
picloram+2,4D promoveu melhor controle das plantas daninhas avaliadas, durante o
período estudado e que a mesma eficiência foi observada ao utilizar-se a associação
do 2,4D+picloram e fluroxipir em metade da dose recomendada pelo fabricante. Não
se observou rebrote até os 60 DAA.

Downloads

Publicado

2014-07-01

Como Citar

Caldeira, D. ., Amaral, V. ., Casadei, R. A. ., Barros, L., & Figueiredo, Z. . (2014). CONTROLE DE PLANTAS DANINHAS EM PASTAGEM USANDO DOSES E MISTURAS DE HERBICIDAS . ENCICLOPÉDIA BIOSFERA, 10(18). Recuperado de https://conhecer.org.br/ojs/index.php/biosfera/article/view/2729