CARACTERÍSTICAS FÍSICAS DE SOLO SOB ÁREA DE PRESERVAÇÃO PERMANENTE, HORTA E CAFEZAL

Autores

  • Lays Fabiana Costa
  • Evaldo Ferreira
  • Vladia Correchel

Palavras-chave:

Estrutura do Solo, Qualidade do Solo, Sistemas abióticos

Resumo

O presente trabalho foi desenvolvido em solo sob os seguintes tratamentos: Área de
Preservação Permanente (APP) em recuperação com nativas do Cerrado em
consórcio com adubos verdes, horta em sistema de Produção Agroecológica e
Sustentável (PAES) e plantação de café com dois anos de idade, onde a espécie
cultivada é a Coffea arabica. As espécies de árvore da APP são: Apeiba tibourbou,
Dipteryx alata, Inga feuillei, Byrsonima crassifolia, Guazuma ulmifolia e Caryocar
brasiliense em consórcio com Cajanus cajan, Crotalaria juncea e S. Capitata-80
%/S. Macrocephala-20%. Em outubro de 2013 a horta do PAES tinha Brassica rapa
var. nipposinica, Lactuca sativa, Coriandrum sativum, Cajanus cajan, Lactuca sativa
L. var. capitata and Lactuca sativa var. crispa. Nesse sistema não são utilizados
fertilizantes químicos e a produção é à base de composto. Em todos os três
tratamentos foram coletadas amostras indeformadas em que penetrometrias foram
realizadas utilizando penetrômetro de impacto. As amostras foram analisadas para
determinação da densidade, porosidade e textura do solo. As análises foram
realizadas no Laboratório de Física do Solo na Escola de Agronomia da
Universidade Federal de Goiás, entre outubro de 2013 e janeiro de 2014. A classe
textural dos tratamentos foi classificada como franco siltoso, a porcentagem de
argila, areia e silte para o PAES foi 10.44, 45.88 e 43.67%, para a plantação de café
foi 16.62%, 44.06% e 39.30% e para a APP 16.35%, 43.66% e 39.97%. Os
resultados mostram que a área de menor resistência à penetração foi o PAES, além
de ter valores mais altos para a porosidade total, a humidade e a densidade do solo.
Os valores de resistência à penetração, porosidade total, umidade e densidade do
solo para o plantio e APP não foram estatisticamente diferentes, esses dados
mostram que apesar de ser uma área de recuperação, a APP apresenta
deterioração acentuada. O mesmo ocorre na plantação onde o solo possui poros
compactados e menores, que são prejudiciais ao desenvolvimento das plantas.

Downloads

Publicado

2014-07-01

Como Citar

Costa, L. F., Ferreira, E. ., & Correchel, V. . (2014). CARACTERÍSTICAS FÍSICAS DE SOLO SOB ÁREA DE PRESERVAÇÃO PERMANENTE, HORTA E CAFEZAL. ENCICLOPÉDIA BIOSFERA, 10(18). Recuperado de https://conhecer.org.br/ojs/index.php/biosfera/article/view/2704

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

1 2 > >>