CARACTERÍSTICAS CULINÁRIAS E TEOR DE AMIDO DE VARIEDADES DE MANDIOCA AVALIADAS EM DOIS PERÍODOS NA REGIÃO SUDOESTE DA BAHIA

Autores

  • Danilo Anjos
  • Anselmo Viana
  • Adriana Cardoso
  • Sylvana Matsumoto

Palavras-chave:

cozimento, Manihot esculenta crantz, raízes

Resumo

Objetivou-se com este trabalho avaliar características culinárias de variedades
mansas e o teor de amido das duas principais variedades industriais de mandioca
cultivadas em três municípios da região Sudoeste da Bahia em dois períodos do
ano: setembro a março e abril a agosto. Foram coletados mensalmente cinco kg de
raízes de cada variedade entre fevereiro de 2009 e janeiro de 2010, em pequenas
propriedades rurais nos municípios de Vitória da Conquista, Cândido Sales e Belo
Campo. As amostras foram encaminhadas para o Laboratório de Melhoramento e
Produção Vegetal da Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia para realização
das análises. A variedade Cacau apresentou melhor qualidade de massa e a
variedade Sergipe obteve maior porcentagem de amido no período de março a
setembro. Neste período, as variedades industriais obtiveram maior porcentagem de
amido.

Downloads

Publicado

2014-07-01

Como Citar

Anjos, D. ., Viana, A. ., Cardoso, A., & Matsumoto, S. . (2014). CARACTERÍSTICAS CULINÁRIAS E TEOR DE AMIDO DE VARIEDADES DE MANDIOCA AVALIADAS EM DOIS PERÍODOS NA REGIÃO SUDOESTE DA BAHIA. ENCICLOPÉDIA BIOSFERA, 10(18). Recuperado de https://conhecer.org.br/ojs/index.php/biosfera/article/view/2703