AVALIAÇÃO DE ARMADILHAS COM FEROMÔNIO SEXUAL E ATRATIVO FLORAL PARA MONITORAMENTO DE Spodoptera frugiperda (J.E. Smith, 1797) e Pseudoplusia includens (Walter, 1857) (Lepidoptera: Noctuidae) EM POMAR DE MACIEIRA

Autores

  • Lucas Bizotto
  • Régis Santos

Palavras-chave:

armadilhas, feromônios, mariposas, maçã, Phenilacethaldeido

Resumo

O monitoramento de insetos-praga em pomares de macieira é um fator chave para
elaboração de estratégias de controle. O presente trabalho teve como objetivo
avaliar diferentes modelos de armadilhas e atrativos para o monitoramento de
adultos de “grandes lagartas”, e apresentar a distribuição temporal das espécies em
macieira. O estudo foi realizado em pomar comercial de macieira (cultivar Cripps
Pink), localizado na cidade de Vacaria, RS. Foram utilizados três modelos de
armadilhas (Balde, Delta e Pet) e dois atrativos (feromônio sexual e atrativo floral a
base de phenilacethaldeido). Foram capturados 350 exemplares de Spodoptera
frugiperda e 370 de Pseudoplusia includens com maior ocorrência das espécies
entre janeiro e março. O atrativo mais eficiente foi o feromônio sexual e o modelo de
armadilha o Delta e Pet.

Downloads

Publicado

2014-07-01

Como Citar

Bizotto, L. ., & Santos, R. . (2014). AVALIAÇÃO DE ARMADILHAS COM FEROMÔNIO SEXUAL E ATRATIVO FLORAL PARA MONITORAMENTO DE Spodoptera frugiperda (J.E. Smith, 1797) e Pseudoplusia includens (Walter, 1857) (Lepidoptera: Noctuidae) EM POMAR DE MACIEIRA. ENCICLOPÉDIA BIOSFERA, 10(18). Recuperado de https://conhecer.org.br/ojs/index.php/biosfera/article/view/2682