ASPECTOS EPIDEMIOLÓGICOS E RESISTÊNCIA AOS ANTIMICROBIANOS DE Salmonella SP. NA PRODUÇÃO DE FRANGOS DE CORTE

Autores

  • Angélica Leonídio
  • Gisele Nascimento
  • Samantha Figueira
  • Bárbara Mota
  • Maria Auxiliadora Andrade

Palavras-chave:

antibióticos, disseminação, incubatório, ração, transporte

Resumo

Salmonella sp . é um dos microrganismos mais amplamente distribuídos na
natureza, sendo o homem e os animais seus principais reservatórios naturais. Este
patógeno é considerado um importante agente responsável por surtos de doenças
transmitidas por alimentos em humanos. A ocorrência da salmonelose é uma
consequência de fatores inter-relacionados, como a alimentação, o meio ambiente,
vetores, homens, utensílios e equipamentos, a linha de produção, trânsito e
reservatórios animais. Além disso, muitos estudos têm confirmado o papel dos
alimentos de origem animal como fonte de vários sorovares de Salmonella
resistentes aos antibióticos. Este artigo revisa as informações disponíveis sobre
Salmonella, vias de contaminação para frangos de corte e resistência antimicrobiana
de cepas isoladas de produtos avícolas.

Downloads

Publicado

2014-07-01

Como Citar

Leonídio, A. ., Nascimento, G. ., Figueira, S. ., Mota, B., & Andrade, M. A. . (2014). ASPECTOS EPIDEMIOLÓGICOS E RESISTÊNCIA AOS ANTIMICROBIANOS DE Salmonella SP. NA PRODUÇÃO DE FRANGOS DE CORTE . ENCICLOPÉDIA BIOSFERA, 10(18). Recuperado de https://conhecer.org.br/ojs/index.php/biosfera/article/view/2670

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

1 2 > >>