ANTIBIOTICOPROFILAXIA EM OVÁRIO-HISTERECTOMIA DE CADELAS

Autores

  • Wagner Lima
  • Dayanne Lima
  • Ana Maria Quessada
  • Jeferson Silva
  • João Costa Neto

Palavras-chave:

Antibiótico, canino, infecção pós-operatória, resistência microbiana

Resumo

O sucesso de uma cirurgia depende de vários fatores, incluindo a ausência de
infecções pós-operatórias, que pode ser obtida por meio de condutas adequadas de
assepsia e terapia antimicrobiana profilática. No entanto, o uso indiscriminado de
antibióticos pode produzir resistência bacteriana. Diante do exposto, o objetivo deste
estudo foi propor um protocolo de profilaxia antimicrobiana para realizar ováriohisterectomia eletiva em cadelas. Para isso, foram realizadas 49 ováriohisterectomias em cadelas saudáveis. A terapia antimicrobiana profilática consistiu
na administração de penicilina benzatínica trinta minutos antes do procedimento
cirúrgico. Não houve complicações cirúrgicas nem infeções pós-operatórias até a
retirada dos pontos (10 dias após a cirurgia). Concluiu-se que o protocolo proposto
foi suficiente para prevenir infecções pós-operatórias em ovário-histerectomia eletiva
de cadelas, podendo ser utilizado na prática clínica veterinária.

Downloads

Publicado

2014-07-01

Como Citar

Lima, W. ., Lima, D. ., Quessada, A. M. ., Silva, J. ., & Costa Neto, J. . (2014). ANTIBIOTICOPROFILAXIA EM OVÁRIO-HISTERECTOMIA DE CADELAS . ENCICLOPÉDIA BIOSFERA, 10(18). Recuperado de https://conhecer.org.br/ojs/index.php/biosfera/article/view/2665

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

1 2 3 > >>